E-toupeira. Leitura do acórdão adiada pela 5ª vez

| Desporto
Porto Canal

O acórdão do processo E-toupeira, tem como arguidos o ex-assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves e os funcionários judiciais José Augusto Silva e Júlio Loureiro.

Adiamento volta a dever-se a greve dos funcionários de justiça.

Cerca de um ano e cinco meses depois do início do julgamento, em 29 de setembro de 2021, volta a haver novo adiamento. A leitura do acórdão chegou a estar agendada para 4 de novembro de 2022, 9, 23 e 25 de janeiro, mas foi sempre adiada.

O caso E-Toupeira remonta a 2018 e, segundo a acusação do Ministério Público, o presidente da Benfica SAD, Luís Filipe Vieira, teve conhecimento e autorizou a entrega de benefícios aos dois funcionários judiciais, por parte de Paulo Gonçalves, a troco de informações sobre processos em segredo de justiça, envolvendo o Benfica, mas também clubes rivais.

+ notícias: Desporto

FC Porto: 20 vezes Porto. Crónica de jogo

Dragões bateram o Sporting (2-1) e conquistaram a 20.ª Taça de Portugal do palmarés.

André Villas-Boas: "É uma grande vitória para toda a massa associativa"

Em declarações ao Porto Canal no final da partida, o presidente do FC Porto destacou que ao longo da prova a equipa dos Dragões demonstrou toda a sua força, foi coerente e jogou bem, realçando ainda a importância desta vitória e da conquista do troféu na despedida ao Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa

Sérgio Conceição: "É um título importante. Somos sempre um clube competitivo e ganhador"

Em declarações ao Porto Canal no final da partida, Sérgio Conceição mostrou-se feliz com a conquista dos 'Dragões', frisando que "este é um título importante", depois de uma época que classificou de "difícil".