Info

Covid-19: Escolas e universidades encerradas a partir de sexta-feira na Irlanda

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Dublin, 12 mar 2020 (Lusa) - Todas as escolas, universidades e instituições culturais estarão fechadas na Irlanda a partir de sexta-feira até 29 de março para tentar conter a propagação do novo coronavírus (Covid-19), anunciou hoje o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar.

O Governo irlandês também recomendou o cancelamento de todas as reuniões com mais de 100 pessoas em locais fechados e mais de 500 pessoas em locais abertos, disse Varadkar numa declaração feita em Washington, onde está de visita oficial, e retransmitida pela televisão irlandesa RTE.

"Sempre que possível, os cursos serão ministrados on-line ou remotamente", disse o primeiro-ministro.

"Se puder, deve continuar a ir trabalhar, mas quando for possível, deve trabalhar em casa", sublinhou ainda Varadkar.

"Fora do trabalho, as pessoas devem tentar reduzir ao máximo a interação social", disse Varadkar.

As lojas permanecerão abertas, assim como os cafés e restaurantes, que terão, no entanto, de garantir que as pessoas mantenham distância.

Até agora, a Irlanda registou 43 infeções pelo novo coronavírus e anunciou a sua primeira morte na quarta-feira.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19 como pandemia e justificou a declaração com "níveis alarmantes de propagação e de inação".

A pandemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.500 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 124 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 59 casos confirmados.

A China registou nas últimas 24 horas 15 novos casos de infeção pelo Covid-19, o número mais baixo desde que iniciou a contagem diária, em janeiro.

Até à meia-noite de quarta-feira (16:00 horas em Lisboa), o número de mortos na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu em 11, para 3.169. No total, o país soma 80.793 infetados.

Face ao avanço da pandemia, vários países têm adotado medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

A Itália é o caso mais grave depois da China, com mais de 12.000 infetados e pelo menos 827 mortos, o que levou o Governo a decretar a quarentena em todo o país.

CSR // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos pede "libertação imediata" do PR do Burkina Faso

Genebra, 25 jan 2022 (Lusa) - A Alta-Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, apelou hoje à "libertação imediata" do Presidente do Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, deposto por um golpe militar este fim de semana.

Polícia britânica está a investigar "festas" durante pandemia em Downing Street

Londres, 25 jan 2022 (Lusa) - A polícia britânica anunciou hoje que está a investigar as presumíveis festas organizadas em Downing Street durante os períodos de confinamento impostos no âmbito da pandemia, situação que está a colocar sob forte pressão o primeiro-ministro Boris Johnson.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS