Covid-19: UEFA vai reunir na terça-feira com Federações e analisar o Euro2020

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Nyon, Suíça, 12 mar 2020 (Lusa) -- A UEFA pediu hoje às suas 55 federações associadas para reunirem na próxima terça-feira por vídeoconferência, num encontro em que pretende debater a resposta do futebol à pandemia do Covid-19 e analisar o Euro2020.

Nessa videoconferência, proposta "à luz dos mais recentes desenvolvimentos na propagação do novo coronavírus, além das federações nacionais, a UEFA pretende ter também as direções da Associação Europeia de clubes e das Ligas Europeias, e a Fifpro (Sindicato Internacional de jogadores).

"As discussões a ter incluem todas as competições domésticas e europeias, incluindo o Europeu de 2020", refere a UEFA, numa nota na sua página oficial na internet.

A pandemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.500 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 124 mil pessoas, com casos registados em 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 78 casos confirmados.

Itália e Espanha já suspenderam as próximas jornadas do futebol profissional, enquanto na Alemanha e em Portugal está previsto que os jogos decorram à porta fechada.

RPM // PFO

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Auriol Dongmo vice-campeã europeia com recorde nacional no peso

A portuguesa Auriol Dongmo sagrou-se vice-campeã da Europa no lançamento do peso, fixando um novo recorde nacional em 19,82 metros, em Munique, dando a Portugal a segunda medalha no evento multidesportos na Alemanha, esta segunda-feira à noite.

Acusação classifica Benjamin Mendy como "predador sexual"

Internacional francês, vencedor do Mundial, é acusado de 10 crimes de abuso sexual por seis mulheres, que terão sido cometidos entre outubro de 2018 e agosto de 2021.

Ronaldo sempre notícia e Cavani perto de França. Este é o “Mercado” desta segunda-feira

Cristiano Ronaldo não pára de aparecer em tabloides britânicos. Rumores, notícias e declarações polémicas à parte, o Manchester United insiste que o avançado português não está à venda este verão. Certo é que o jogador de 37 anos quer mudar de ares, preferencialmente para uma equipa que dispute a Liga dos Campeões. Durante o fim de semana, surgiu a ideia de que o clube de Old Trafford estaria preparado para rescindir contrato com CR7 caso o capitão luso não mudasse de atitude.