Covid-19: Competições organizadas pela FPF suspensas a partir de sexta-feira

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Redação, 12 mar 2020 (Lusa) -- As competições nacionais de futebol e futsal organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vão ficar suspensas a partir de sexta-feira, devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje o organismo.

"Face à limitação crescente de acesso a instalações desportivas e à necessidade de toda a população seguir medidas eficazes de higiene e etiqueta respiratória foi decidido suspender as competições nacionais de futebol e futsal organizadas pela FPF. A medida é aplicada a partir de 13 de março e vigora por tempo indeterminado", anunciou o organismo.

A decisão de suspender o Campeonato de Portugal (terceiro escalão) e as competições de futsal, casos do campeonato e da Taça, que iam ser sem público, decorreu de uma reunião tida hoje pelo grupo de emergência criado pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes.

Durante o dia de hoje decorrem os jogos dos quartos de final da Taça de Portugal de futsal, em Matosinhos, num programa em que se destaca o dérbi entre Benfica e Sporting, às 21:30, que, à semelhança de todos os outros embates, vai ser disputado à porta fechada.

"A situação provocada pelo covid-19 continuará a ser monitorizada pelo grupo de emergência que poderá rever - ampliando ou reduzindo - as medidas agora implementadas", foi ainda anunciado.

Este grupo de emergência para monitorizar o impacto do Covid-19 nas competições futebolísticas integra, além do presidente federativo, os líderes da Liga de clubes, da comissão delegadas das associações distritais e regionais e dos representantes de jogadores, treinadores, árbitros e médicos.

Na terça-feira, o grupo de emergência criado pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, tinha determinado que os jogos das competições nacionais fossem disputados à porta fechada.

A ronda 25 da I Liga estava marcada para o próximo fim de semana, com o líder FC Porto a visitar o Famalicão, no domingo, um dia depois de o Benfica receber o Tondela e de o Sporting jogar no terreno do Vitória de Guimarães.

JP // PFO

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Aliciamento de jogadores pelo Benfica. Uma teia que se vai adensando

Edgar Costa, atleta da equipa do Marítimo, denunciou em junho de 2019, à procuradora Andrea Marques, a tentativa de suborno do empresário Miguel Pinho, a alguns jogadores verde-rubros para que jogassem mal e perdessem contra os encarnados, num jogo relativo à época 2015/2016. Um processo no âmbito do qual a SAD do clube da Luz e os membros do Conselho de Administração foram constituídos arguidos. Contudo, este não é caso único e, ao longo dos últimos anos, as sucessivas denúncias de corrupção, de aliciamento e de práticas duvidosas têm colocado em sobressalto o universo benfiquista. 

Protagonistas da confusão no túnel da Luz alvo de processo disciplinar

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) comunicou, esta sexta-feira, que Hugo Viana, diretor desportivo do Sporting, e Paulo Magalhães, responsável pela empresa de segurança do Estádio da Luz, foram alvo de um processo disciplinar. Em causa estão as confusões que envolveram os dois protagonistas no túnel do Estádio da Luz após o dérbi.

FC Porto (Voleibol): Equipa “tem de dar o máximo” e jogar “com a maior garra possível”, diz Victória Alves

Numa fase em que a densidade competitiva não abona a favor da AJM/FC Porto, as portistas têm uma jornada dupla agendada para este fim de semana. Na deslocação ao reduto do Vilacondense, de sábado (15h00), Victória Alves afirmou que a equipa “tem de dar o máximo” e jogar “com a maior garra possível” para ter mais força “para vencer no domingo”, na receção ao Leixões (16h00, Porto Canal/FC Porto TV). Contra as matosinhenses, é preciso “jogar à Porto” e “trabalhar bem” para sair por cima numa “grande rivalidade entre duas equipas que estão sempre a lutar pelo título”.