Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Já existem 10 pessoas infetadas com legionella na Maia

Já existem 10 pessoas infetadas com legionella na Maia
| Norte
Porto Canal (AYR)

Foi confirmado que existem já dez casos de legionella na Maia, desde o aparecimento em novembro até agora, sendo que quatro são da empresa Sakthi, apurou, esta quarta-feira, o Porto Canal.

De acordo com o que a DGS indicou ao Porto Canal, existem dez casos de legionella, sendo que dois deles já estão internados, um no Hospital de São João, e outro no Hospital de Santo António.

No total são quatro casos de infetados com a bactéria na empresa Sakthi, da Maia, e o Porto Canal sabe que os restantes seis também são da Maia.

A DGS lembra que as torres de arrefecimento da fábrica estão tratadas e sem contaminação, mantendo-se o nível de alerta para a população em geral.

+ notícias: Norte

Câmara de Famalicão exige que Governo pague municipalização de estradas nacionais

A Câmara de Famalicão recorreu à justiça para exigir que o Estado pague o valor da contrapartida acordada pela municipalização de estradas nacionais. A autarquia pede em tribunal mais de dois milhões e meio de euros. A infraestrutturas de Portugal diz que aguarda a decisão judicial.

Funcionárias denunciam casos de assédio sexual e de falta de higiene em IPSS de Ponte de Lima

Várias funcionárias da Casa da Caridade de Ponte de Lima acusam o Presidente da Direção de assédio sexual e dizem ainda que há falta de condições no lar de idosos. Garantem que chove no interior do edifício e que há ratos e baratas nos alimentos. A queixa já chegou ao Ministério Público.

Povo indignado tranca padre em centro paroquial em Vila das Aves

O padre de Vilas das Aves, em Santo Tirso, foi retido por populares no edifício do centro paroquial, por se recusar a realizar um funeral marcado para esta sexta-feira. Tudo porque as cerimónias fúnebres coincidiam com a visita do Bispo Auxiliar de Braga à paróquia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS