Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Confirmado terceiro caso de "doença dos legionários" na Maia

Confirmado terceiro caso de "doença dos legionários" na Maia
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um novo caso de "doença dos legionários" no concelho da Maia foi hoje notificado pelas autoridades de saúde, subindo para três o número de confirmações de pessoas infetadas com a bactéria 'Legionella', anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Este terceiro caso, notificado através do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE), refere-se a um doente que se encontra internado no Centro Hospitalar de São João, no Porto, com "estado clínico considerado estável".

A DGS adianta que se mantém o nível de alerta, "uma vez que coincide com o último dia do período de incubação correspondente à desinfeção das torres (de arrefecimento de ar-condicionado) suspeitas".

A autoridade de saúde reitera que "a população residente no concelho da Maia não precisa de tomar cuidados adicionais" e acrescenta que "os trabalhos conduzidos pela Inspeção-Geral do Ambiente (IGAMAOT) confirmam que a unidade fabril está em condições de continuar a laboração".

Isto porque "os trabalhos de desinfeção entretanto concluídos revelaram amostras sem contaminação, segundo o Instituto Ricardo Jorge", segundo o comunicado da DGS.

+ notícias: Norte

Assalto a bomba de gasolina em Famalicão termina com tiroteio em Leça do Balio

Dois homens, com 22 e 23 anos, foram baleados, um na coxa outro na zona lombar, pela Polícia Judiciária na madrugada deste sábado, depois de uma perseguição policial que teve início numa tentativa de assalto numa bomba de gasolina em Famalicão e terminou em Leça do Balio, avança o Jornal de Notícias.

Escolas e Hospital foram os mais afetados pela greve em Chaves

Em Chaves, os funcionários públicos aderiram em massa à greve. Pais foram obrigados a ir buscar os filhos à escola e no hospital vários utentes viram as consultas serem desmarcadas.

Greve da Função Pública com fraca adesão em Vila Real

Vila Real são poucos os sinais da greve da funcao pública. A maioria dos serviços está a funcionar com normalidade. Centros de Saúde e Hospital com números muito baixos de adesão e apenas uma escola foi encerrada.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS