Operação Marquês: Interrogatório judicial de Vara recomeça às 14:00

| País
Porto Canal / Agências
Lisboa, 10 jul (Lusa) -- O interrogatório judicial de Armando Vara, que foi detido na quinta-feira no âmbito da "Operação Marquês", foi interrompido e será retomado pelas 14:00 no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa.

Armando Vara foi detido por suspeitas de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, informou na quinta-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Tiago Bastos, advogado de Vara, chegou ao tribunal pouco depois das 12:00, mas não prestou declarações aos jornalistas.

Em setembro do ano passado, Armando Vara foi condenado a cinco anos de prisão efetiva no processo Face Oculta por tráfico de influências. Esta decisão está em recurso no Tribunal da Relação do Porto.

Armando Vara, de 61 anos, foi, nos governos socialistas de António Guterres, ministro adjunto do primeiro-ministro com os pelouros da juventude, toxicodependência e comunicação social e ministro da Juventude e Desporto.

Posteriormente, foi administrador da Caixa Geral de Depósitos e do Millennium BCP.

A 'Operação Marquês' já conta com nove arguidos, sendo que o ex-primeiro ministro José Sócrates é o único que se encontra preso preventivamente, indiciado por fraude fiscal qualificada, corrupção e branqueamento de capitais.

O empresário Carlos Santos Silva, o administrador do grupo Lena Joaquim Barroca, o ex-motorista de Sócrates, João Perna, o administrador da farmacêutica Octapharma Paulo Lalanda de Castro, a mulher de Carlos Santos Silva, Inês do Rosário, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e o presidente da empresa que gere o empreendimento de Vale do Lobo, Diogo Gaspar Ferreira são os outros arguidos no processo.

FC/CC // SO

Lusa/fim

+ notícias: País

Perto de 250 salvamentos nas praias portuguesas nos últimos três dias

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) fez um total de 249 salvamentos nas praias sob sua jurisdição entre sexta-feira e domingo, período em que se registou também o desaparecimento de três pessoas em contexto balnear, foi esta segunda-feira anunciado.

Nova taxa na fatura da eletricidade entra em vigor este mês

Na fatura de eletricidade relativa ao mês de abril os consumidores vão pagar uma nova taxa, avança o Expresso esta segunda-feira. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) publicou o novo modelo de financiamento da tarifa social, em que esta taxa servirá para pagar parte da tarifa a quem ganha menos.

Receitas do alojamento turístico sobem 11% para 506,7 milhões de euros até fevereiro

Os proveitos totais do setor do alojamento turístico cresceram 11,2% e os relativos a aposento aumentaram 10,8% até fevereiro em termos homólogos, atingindo 506,7 milhões de euros e 367,5 milhões de euros, respetivamente, divulgou o INE.