Info

Hong Kong: Popularidade de secretário para a Segurança cai a pique

| Mundo
Fonte: Agência Lusa

Hong Kong, China, 15 out (Lusa) - A popularidade do secretário para a Segurança de Hong Kong caiu a pique depois de a polícia ter usado gás lacrimogéneo contra os manifestantes, revela uma sondagem da Universidade de Hong Kong.

A sondagem, citada pelo jornal South China Morning Post, indica que o saldo entre os votos de confiança a Lai Tung-kwok e os de desconfiança resultou "numa queda para zero" da popularidade do dirigente.

O inquérito de opinião, que se realiza todos os meses e avalia a popularidade de diferentes membros do Governo, decorreu entre 06 e 09 de outubro, depois de a polícia ter lançado gás lacrimogéneo 87 vezes sobre os manifestantes em Hong-Kong, além de gás pimenta, a 28 de setembro.

Robert Chung, diretor do programa de opinião pública da universidade, disse ao jornal que tudo indica que a queda seja motivada por estes incidentes. No mês passado, Lai Tung-kwok tinha uma taxa líquida positiva de 27%.

Há duas semanas que as ruas de Hong Kong têm sido ocupadas por protestos pró-democracia. Os manifestantes estão contra a proposta do Governo Central de permitir o sufrágio universal para a eleição do chefe do Executivo mas apenas depois de os candidatos serem pré-selecionados por Pequim.

ISG // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas garantiu que "até ao momento não houve nenhum português que comunicou pedido de ajuda em relação ao Vulcão nas Canárias"

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, falou, na manhã desta segunda-feira, ao Porto Canal e, disse que "até ao momento nenhum Português comunicou pedido de ajuda em relação à erupção vulcânica nas Canárias". A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, acrescentou ainda que "existem oito portugueses nos três municípios afetados pela erupção vulcânica".

Pfizer diz que tem vacina eficaz contra a Covid-19 em crianças dos 5 aos 11 anos

A Pfizer revelou hoje que a sua vacina contra a covid-19 é eficaz em crianças dos 5 aos 11 anos e vai requerer autorização nos Estados Unidos para este grupo em breve, um avanço na vacinação de crianças.

Covid-19: África com mais 1.092 mortes e 24.308 infetados nas últimas 24 horas

Lisboa, 24 set 2021 (Lusa) -- África registou 1.092 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 208.686 o total de óbitos desde o início da pandemia, e 24.308 novos contágios, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.