Rede UNIR deverá estar a funcionar “em pleno” no final de fevereiro

Rede UNIR deverá estar a funcionar “em pleno” no final de fevereiro
Foto: Ana Torres | Porto Canal
| Porto
Ana Francisca Gomes

A UNIR, a nova rede de transportes da Área Metropolitana do Porto , deverá estar a funcionar em pleno a partir do final do mês de Fevereiro. A ‘boa-nova’ foi dada pela primeira-secretária da Comissão Executiva da AMP, Ariana Pinho, que marcou presença na reunião da Assembleia Municipal do Porto desta segunda-feira.

Ariana Pinho falava a propósito de uma nova plataforma de monitorização dos transportes públicos da AMP que está a ser criada para “fornecer informação” aos cidadãos sobre os transportes públicos.

A engenheira esclareceu que a plataforma ainda não está “em plenitude de funcionamento por força de ainda não ter sido estabilizada a rede de oferta dos transportes” e informou ainda existem “quatro ou cinco municípios” onde a AMP ainda está a fechar algumas alterações à rede de transportes.

“Perspetiva-se que ela esteja a funcionar em pleno a partir do final deste mês”.

A bloquista Susana Constante Pereira questionou se esta plataforma vai permitir que sejam feitas reclamações ou sugestões por parte dos utilizadores da rede. Ariana Pinho indicou que essa funcionalidade já é disponibilizada pelo site unirmobilidade.pt, onde estão disponíveis dois endereços de e-mail para esses efeitos.

+ notícias: Porto

Linha Amarela da Metro do Porto condicionada até junho na Ponte Luís I

A operação da Linha Amarela da Metro do Porto, que liga o Hospital S. João a Santo Ovídio, estará condicionada até o segundo dia de junho, para trabalhos de manutenção na Ponte Luís I, confirmou fonte da empresa ao Porto Canal. Contudo, a intervenção na travessia não gera transtornos em horários de pico da operação, uma vez que esta decorre em horário noturno.

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.

Last Folio: as duras memórias do Holocausto 

O Museu e Igreja da Misericórdia do Porto acolhem a exposição internacional LAST FOLIO acompanhada por um documentário, que mostra as memórias do Holocausto. A exposição do fotógrafo Yuri Dojc e da cineasta Katya Krausova, pode ser visitada até novembro.