Será um ‘adeus’ ou um ‘até já’ nas viagens a bordo da Gondomarense?

Será um ‘adeus’ ou um ‘até já’ nas viagens a bordo da Gondomarense?
Porto Canal
| Porto
Catarina Cunha

Surgiu em 1939 em gesto de homenagem aos filhos da terra, os gondomarenses, e passados 84 anos a servir Gondomar, a Empresa de Transportes Gondomarense (ETG) fez, esta quinta-feira, o seu último serviço pelas carreiras daquele concelho do distrito do Porto.

O ciclo encerrou-se devido à entrada em funcionamento da nova rede de transporte metropolitano do Porto, a UNIR, que vem substituir um modelo de concessões “linha a linha” herdado de 1948. Recorde-se que o novo serviço de transporte público da Área Metropolitana do Porto (AMP) abre portas esta sexta-feira.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

A Gondomarense ao longo da sua história assentou o seu serviço no transporte interurbano de passageiros ao ligar algumas freguesias de Gondomar até ao centro do Porto, dedicando-se também aos serviços de aluguer e ao turismo, com uma frota específica para tal.

O ano de 1957 foi marcante para a operadora, uma vez que comprou as outras duas empresas de transporte que atuavam no município. Com esse passo, fortaleceu o desenvolvimento e a dinâmica da então vila de Gondomar, que à época estava a tornar-se num ícone a nível nacional, fruto do trabalho desenvolvido com o ouro e a filigrana.

Posteriormente, em 1989, a Gondomarense é adquirida pelo Grupo JAL, que congrega o seu universo entre Portugal e Brasil. Desde aí, foi um ‘saltinho de pardal’ até chegar ao século XXI. Pelo caminho, renovou a frota automóvel e criou instalações fixas para o atendimento ao público e implementou oficinas para o parqueamento dos veículos urbanos.

Até aos dias de hoje, a transportadora operava em carreiras que também serviam os concelhos limítrofes a Gondomar, como Valongo e Ermesinde.

Contudo, este não será um ‘adeus’ definitivo à Gondomarense, sendo apenas um ‘até já’. Ao que o Porto Canal apurou a empresa não vai fechar portas, tendo já em mente um projeto na mesma área de atuação, que até ao momento não foi revelado.

Porto Canal

A Gondomarense operava também em Valongo e Ermesinde

Terminal rodoviário vai nascer no centro de Gondomar

A falta de veículo pessoal e o aumento do custo de vida guiaram as pessoas a optarem pelos transportes públicos. Apesar da frequência da Gondomarense, os passageiros daquele município queixavam-se de que a oferta disponível era limitada, deixando certas freguesias completamente isoladas.

Questionado sobre o assunto pelo Porto Canal, o presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins comentou que a nova rede de transportes UNIR vai aumentar “em mais de 37% a oferta de transporte público” no município.

“Passamos de 90 para 300 circulações por dia na rede UNIR, face à Gondomarense”, frisou o edil, assumindo que a nova rede de autocarros vai “contribuir para mais mobilidade e até para a descarbonização do planeta”.

Por exemplo, “Ermentão e Melres têm mais oferta e mais horários”, acrescentou o autarca.

A nova rede de autocarros que vai servir Gondomar utiliza quatro dígitos para identificar as linhas, sendo que o primeiro número manter-se-á o 8.

Para albergar os autocarros do novo serviço público de transporte metropolitano, a Câmara construiu um “mini terminal rodoviário” no Largo do Souto, aquele que é para muitos gondomarenses o coração do concelho.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

+ notícias: Porto

Eleições FC Porto: Comunicado da Diretora de Informação do Porto Canal

O Porto Canal está a preparar a emissão do dia das eleições à presidência do Futebol Clube do Porto.

Apesar das denúncias de utilizadores, sistema para carregar Andante pelo telemóvel já está operacional

Esta quinta-feira, conforme noticiado pelo Porto Canal, foi introduzida uma nova funcionalidade na app Anda, possibilitando assim o carregamento de todos os títulos de transporte via telemóvel. Apesar de algumas denúncias por parte de utilizadores durante a manhã desta quinta-feira, uma fonte dos Transportes Intermodais do Porto confirmou ao Porto Canal que o sistema de carregamento do Andante pelo telemóvel não enfrentou quaisquer problemas técnicos e está plenamente funcional tanto no sistema Android quanto no sistema iOS.

Municípios do Grande Porto discutem em maio continuidade na STCP

Os municípios que fazem parte da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) vão decidir, em maio, a continuidade da sua participação na empresa, revelou esta o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia.