Covid-19: PM de Cabo Verde pede "máxima prontidão" sem "pânico"

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Praia, 18 mar 2020 (Lusa) - O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, apelou hoje à "máxima prontidão" da população no combate à pandemia de Covid-19, se chegar ao arquipélago, mas "sem pânico".

"O momento exige a máxima prontidão, dedicação, entrega e espírito de disciplina e de sacrifício de todos. Estamos com uma guerra às portas da casa e temos de saber combater bem e vencer. Sem medo, sem pânico, seguindo as instruções das autoridades e adotando comportamentos adequados de vigilância e de prevenção", afirmou Ulisses Correia e Silva.

O primeiro-ministro falava depois de presidir, esta manhã, na Praia, à reunião do Conselho Nacional de Proteção Civil, ativado na sequência da decisão do executivo de declarar a situação de contingência para todo o território nacional, que prevê também antecipar o período de férias escolares da Páscoa.

"Estamos perante uma situação grave e excecional e que exige medidas excecionais. O engajamento e o comprometimento dos cidadãos, das organizações da sociedade civil e das empresas são determinantes neste combate pela nossa saúde, a saúde da nossa família, a saúde no nosso país, a saúde no mundo e pela nossa economia", declarou o primeiro-ministro.

Cabo Verde proíbe a partir de quinta-feira, e pelo menos até 09 de abril, as ligações aéreas oriundas de 26 países, incluindo Portugal e Brasil, devido à pandemia do novo coronavírus, segundo resolução do Conselho de Ministros publicada na terça-feira em Boletim Oficial.

Com esta decisão, que envolve ainda a proibição de atracagem em território nacional de navios de cruzeiro ou veleiros, na prática, o país fecha-se ao exterior. Ainda assim, Cabo Verde não registou até ao momento qualquer caso confirmado de Covid-19.

"A boa coordenação e colaboração institucional, a forte complementaridade de ações entre o Sistema Nacional de Proteção Civil e o Serviço Nacional de Saúde devem convergir para permitir uma boa execução do plano de contingência", acrescentou o primeiro-ministro.

Para Ulisses Correia e Silva, esta pandemia de Covid-19 deve colocar "todos à prova": "as instituições, as organizações, as empresas e os cidadãos. Não temos alternativa senão fazer um bom combate via vigilância e prevenção".

Para o Diretor Nacional de Saúde de Cabo Verde, Artur Correia, as medidas anunciadas pelo Governo no âmbito do plano de contingência vão reduzir em cerca de 90 por cento o risco de entrada da pandemia no país.

Hoje, durante a reunião do Conselho Nacional de Proteção Civil, foram anunciadas algumas medidas de restrições como o enceramento dos bares e restaurantes às 21:00, restrições nas visitas a lares e aos centros onde estejam pessoas de terceira idade e aos estabelecimentos prisionais e restrição às visitas aos hospitais e outros estabelecimentos de saúde.

Estas medidas vão estar em vigor por um período de pelo menos 30 dias.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 200 mil pessoas, das quais mais de 8.200 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 82.500 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 146 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

 

PVJ // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Autoridades mundiais alertam para "ameaça" da gripe, covid e vírus respiratório

A Comissão Europeia e autoridades europeias e mundiais de saúde avisaram, esta quinta-feira, que a covid-19 "continua a ser uma ameaça" na Europa, pedindo atuação quando a época da gripe arranca "precocemente" e o vírus sincicial respiratório circula crescentemente.

Comissão Europeia anuncia que todas as embalagens têm de ser recicláveis até 2030

Embalagens plásticas de utilização única podem ter os dias contados na União Europeia. As cápsulas de café e sacos de chá poderão passar a ter de ser obrigatoriamente compostáveis. Estas são duas das novas regras propostas pela Comissão Europeia, esta quarta-feira, para reduzir a colossal quantidade de embalagens que vai parar ao lixo.

Envolvimento direto de EUA e NATO na guerra da Ucrânica? Lavrov diz que sim

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, acusou esta quinta-feira o Ocidente, sobretudo os Estados Unidos e a NATO, de se ter envolvido diretamente no conflito na Ucrânia, ao fornecer armamento e instrução aos soldados ucranianos.