Covid-19: Agricultores prontos para disponibilizar equipamentos de desinfeção

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 mar 2020 (Lusa) -- O presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa, disse hoje à Lusa que os agricultores estão prontos a disponibilizar os seus equipamentos de pulverização, de modo a ajudarem as autoridades a desinfetar espaços exteriores, combatendo a propagação do Covid-19.

"Lembrar que Ovar, [distrito de Aveiro], Beja e outras regiões estão a disponibilizar equipamentos de pulverização para ajudar as autoridades a fazer algumas desinfeções de áreas exteriores, ruas, jardins e edifícios", afirmou o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), em declarações à Lusa.

Porém, o responsável desta confederação agrícola ressalvou que o produto sanitário de desinfeção deverá ser distribuído aos agricultores pelas autoridades competentes, uma vez que estes não dispõem dos mesmos. 

"As autoridades sanitárias têm que dizer qual o produto adequado e a dose que deve ser aplicada", acrescentou.

Eduardo Oliveira e Sousa sublinhou ainda que a confederação já fez chegar esta proposta à ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, que a "acolheu favoravelmente".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 200 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.200 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 82.500 recuperaram da doença.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Dos casos confirmados, 553 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 5.067 casos suspeitos até quarta-feira, dos quais 351 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

 

 

PE // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: País

Católica favorece admissão de aluno em Medicina por ser “descendente de beneméritos” da Instituição

A Universidade Católica Portuguesa divulgou o resultado das Candidaturas ao Mestrado Integrado em Medicina. Na lista é possível verificar que a instituição beneficiou a admissão de um aluno por ser "descendente em linha reta de beneméritos insignes” da Universidade, tendo o candidato em questão uma média inferior a alguns estudantes cuja admissão está "condicionada à existência de vagas". O caso tem gerado polémica nas redes sociais com várias pessoas a questionarem a honestidade do processo, referindo que favorece a "herança" face à "meritocracia".

Oito jesuítas envolvidos em casos de abuso sexual de menores em Portugal entre 1950 e 1990

A Província Portuguesa da Companhia de Jesus anunciou hoje ter apurado, “com um grau de probabilidade elevada”, a ocorrência de casos de abuso sexual de menores cometidos por oito jesuítas, entre 1950 e o início da década de 1990.

Portugal estuda cooperação académica com Stanford em matéria ambiental

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta segunda-feira que Portugal está a estudar um quadro de cooperação académica com a nova Faculdade de Sustentabilidade da Universidade de Stanford, na Califórnia.