Presidente da Associação de Bares e Discotecas do Porto preocupado com encerramento compulsivo dos espaços noturnos

| Porto
Porto Canal

O encerramento preventivo da discoteca Eskada Porto relançou na cidade o debate acerca da violência e da insegurança na noite da Invicta. O presidente da Associação de Bares e Discotecas da Movida do Porto acusa o Governo de falta de vontade para resolver os problemas de segurança na noite do Porto.

Em declarações ao Porto Canal, Miguel Camões diz que há falta de policiamento na cidade e mostra-se preocupado com o encerramento compulsivo dos espaços noturnos.

“Acho que já vamos para o sétimo ou oitavo estabelecimento que é encerrado compulsivamente pelo Governo. Isso a mim preocupa-me”, afirma Miguel Camões.

A falta de policiamento na rua continua a ser uma das principais críticas apontadas pela Associação de Bares de Discotecas da Movida do Porto, que rejeita o argumento da falta de meios.

De relembrar que o Ministério da Administração Interna mandou encerrar, de forma imediata e urgente, a discoteca Eskada por um período de seis meses, no passado domingo. Segundo o Jornal de Notícias, a gerência do espaço foi notificada da decisão, na própria noite.

+ notícias: Porto

Trânsito no Porto. Confira os locais a evitar esta segunda-feira

O trânsito ao final da tarde desta segunda-feira faz-se sentir principalmente no acesso à cidade do Porto pela Avenida AEP.

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.

Last Folio: as duras memórias do Holocausto 

O Museu e Igreja da Misericórdia do Porto acolhem a exposição internacional LAST FOLIO acompanhada por um documentário, que mostra as memórias do Holocausto. A exposição do fotógrafo Yuri Dojc e da cineasta Katya Krausova, pode ser visitada até novembro.