Mais de um ano depois, a passagem pedonal inferior de Campanhã está concluída 

Mais de um ano depois, a passagem pedonal inferior de Campanhã está concluída 
Porto./ DR
| Porto
Porto Canal

As obras da passagem inferior entre o Terminal Intermodal de Campanhã, as estações de metro e comboio da CP e o terminal da STCP já terminaram, mais de um ano após a abertura daquela estrutura. 

De acordo com a Cãmara Municipal do Porto, a estrutura permite agora a interligação entre o edifício do terminal e os serviços de comboios (regionais, intercidades, internacionais e suburbanos IP/CP) e de metro ligeiro. Transportes complementados pelos serviços da STCP, táxis, kiss & ride e, por fim, os espaços de estacionamento de automóveis e bicicletas.

O município explica ainda que a passagem é composta por um átrio, acessos poente às linhas e ao metro, circulação principal e corredores de acesso às plataformas e zonas técnicas.

A empreitada, que teve início em dezembro de 2021 e tinha a duração prevista de oito meses, foi realizada pela empresa municipal GO Porto, no valor de cerca de 940 mil euros.

Contudo, a obra acabou por durar 18 meses e apesar de dar ligação à estação de comboio, os acessos às linhas 2/3, 4/5, 6/7 e 8/9, visíveis ao longo da passagem inferior, ficarão fechados.

Inaugurado em julho de 2022, o terminal intermodal serviu mais de cinco milhões de passageiros num ano. A autarquia sublinha que é o primeiro terminal do país a ligar os meios de transporte de forma simples e eficiente, sendo um centro de partidas e chegadas rodoviárias do Porto e da Região Norte.

+ notícias: Porto

O antigo quarteirão da Casa Forte mudou com o Porto

O antigo quarteirão da Casa Forte, no coração do Porto, ganhou o nome da loja da esquina voltada ao Mercado do Bolhão. A emblemática empresa da cidade viria a encerrar em 2004, paradoxalmente o ano da criação da Porto Vivo, Sociedade de Reabilitação Urbana, que lançou as bases da nova vida do quarteirão. Entre projetos, demolições e mudança de promotores imobiliários, só ao fim de quase 20 anos é que o espaço da cidade vai voltar a receber moradores. Numa viagem pela história, que resposta dá à cidade o novo Quarteirão da extinta Casa Forte?

“A ‘cidade-negócio’ vai-se descaracterizando completamente perdendo interesse até para turistas”

A histórica Mercearia do Bolhão, aberta no Porto desde 1880, vai encerrar portas a 30 de abril para dar lugar a uma loja da multinacional Ale-Hop, como avançou o Porto Canal na manhã desta sexta-feira. À esquerda, os vereadores da oposição da Câmara do Porto lamentam que a cidade se vá ‘descaracterizando’.

Neonia: o novo museu interativo e néon que ilumina a história do Porto

Sabia que em 1917, dois acrobatas subiram à Torre dos Clérigos sem qualquer equipamento de proteção para promover uma marca de bolachas? Apesar de já ter passado mais de um século, este é um entre os tantos acontecimentos lembrados no novo museu que abriu portas este sábado no coração do Porto. “O Neonia é uma pura homenagem à cidade”, sublinha um dos responsáveis.