Fernando Araújo não exclui encerramento definitivo de "algumas maternidades" em 2023

Fernando Araújo não exclui encerramento definitivo de "algumas maternidades" em 2023
| País
Porto Canal

O diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde, Fernando Araújo, não descarta a possibilidade de serem encerradas algumas maternidades no próximo ano.

O diagnóstico foi deixado numa entrevista concedida à RTP1, onde o responsável diz que tem visitado muitas unidades de saúde, onde constatou as diferentes realidades de acesso às urgências de ginecologia e obstetrícia. 

"Tenho andado no país e não é fácil, sobretudo quando vamos a regiões do interior e vemos as distâncias. Há situações em que as pessoas passam uma hora para chegar a um local. E, portanto, não é fácil tomar uma decisão desse tipo”.

O diretor-executivo do SNS não descartou, contudo, o fecho de "algumas maternidades", apontando as regiões de Lisboa e Vale do Tejo, do Norte e da Beira Interior como as possíveis visadas.

Fernando Araújo sublinha que, “no início do próximo, vamos ter de tomar algumas decisões nesse sentido". 

O responsável admite que a estratégia do SNS para enfrentar as dificuldades nas urgências de obstetrícia e ginecologia nesta época natalícia e do Ano Novo, denominado "Nascer em Segurança", poderá ser prolongada no tempo.

+ notícias: País

EuroDreams sem totalistas mas com um prémio de dois mil euros por mês durante cinco anos

Não se registaram totalistas no sorteio desta quinta-feira do Eurodreams, contudo houve um apostador estrangeiro que conseguiu o segundo prémio, em que são distribuídos 2.000 euros por mês ao longo de cinco anos.

Ameaça de bomba na sede do Chega em Lisboa

O edifício da sede do Chega, em Lisboa, foi esta quinta-feira evacuado depois de um homem ter entrado alegando ter uma bomba, confirmou à Lusa a PSP, que o intercetou e ativou o centro de inativação de explosivos.

Porta 65 Jovem deixa de exigir apresentação prévia de contrato de arrendamento 

As candidaturas ao programa Porta 65 Jovem vão deixar de exigir a apresentação prévia de contrato de arrendamento e vão passar a poder ser feitas com três recibos de vencimento, em vez dos atuais seis, anunciou esta quinta-feira o Governo.