Urgências de Obstetrícia de Loures reabrem às 08:00 de domingo

| País
Porto Canal com Lusa

Loures, Lisboa, 25 jun 2022 (Lusa) -- As urgências de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, encerradas desde as 14:00 de sexta-feira, só reabrirão às 08:00 de domingo e não hoje, como inicialmente anunciado, segundo fonte oficial.

Este serviço encerrou às 14:00 de sexta-feira e inicialmente a sua reabertura esteve agendada para as 08:00 de hoje.

Contudo, o serviço permanece encerrado e só deverá reabrir às 08:00 de domingo, confirmou a Lusa junto da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

Por este motivo, as grávidas devem dirigir-se ou serão encaminhadas para outras unidades da rede da cidade de Lisboa, indica a ARSLVT.

Os restantes serviços de Ginecologia e Obstetrícia da região estão a funcionar dentro da normalidade.

Nas últimas semanas, vários serviços de urgência destas especialidades e blocos de partos de vários pontos do país tiveram de encerrar por determinados períodos ou funcionaram com limitações, devido à dificuldade dos hospitais em completarem as escalas de serviço de médicos especialistas.

SMM // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: País

Já são conhecidas as medidas de coação no caso de tráfico humano no Alentejo

O juiz Carlos Alexandre determinou que 23 dos arguidos, todos eles estrangeiros, ficam em prisão preventiva, outros oito que também ficaram com essa medida têm a possibilidade de passar a ter pulseira eletrónica em prisão domiciliária. Quatro portugueses saem em liberdade, mas ficam proibidos de contactos e com apresentações periódicas às autoridades.

Horários alargados em 176 centros de saúde a nível nacional

Quase duas centenas de centros de saúde estão já a funcionar em todo o país com horário alargado, disponível para consulta no portal do SNS, uma medida que visa diminuir a pressão sobre as urgências hospitalares.

Adão e Silva não vai ao Qatar "contra instâncias que dirigem o futebol mundial." As polémicas do ministro-adepto

Pedro Adão e Silva, em entrevista ao semanário Expresso, garante que não vai ao Mundial de 2022 mesmo que a Seleção Nacional chegue à final. O atual ministro da Cultura defende que o seu lugar no futebol “é no Estádio da Luz”.