Urgências de Obstetrícia de Loures encerradas a partir das 14:00 até 08:00 de sábado

| País
Porto Canal com Lusa

Loures, Lisboa, 24 jun 2022 (Lusa) - As urgências de Ginecologia/Obstetrícia do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, vão estar encerradas entre as 14:00 de hoje e as 08:00 de sábado, informou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

Em comunicado, a ARSLVT refere que durante este período as utentes devem dirigir-se a outras unidades da região de Lisboa ou serão encaminhadas para esses serviços.

"Informa-se, ainda, que os restantes serviços de Ginecologia/Obstetrícia da região estão a funcionar dentro da normalidade", indica a nota.

No entanto, a ARSLVT ressalva que "poderão existir limitações em algumas unidades hospitalares", o que significa que "alguns hospitais, num determinado período do dia, poderão ativar o desvio de ambulâncias para outras unidades da rede".

"Os hospitais que, por períodos transitórios, acionam o desvio de CODU [Centro de Orientação de Doentes Urgentes] mantêm a urgência externa a funcionar, dando resposta a quem lá se dirigir pelos seus meios. Neste caso, as grávidas transportadas pelo CODU/INEM serão encaminhadas para outras unidades da Região, as quais assegurarão a resposta e o funcionamento em rede", refere a nota.

FAC // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: País

Já são conhecidas as medidas de coação no caso de tráfico humano no Alentejo

O juiz Carlos Alexandre determinou que 23 dos arguidos, todos eles estrangeiros, ficam em prisão preventiva, outros oito que também ficaram com essa medida têm a possibilidade de passar a ter pulseira eletrónica em prisão domiciliária. Quatro portugueses saem em liberdade, mas ficam proibidos de contactos e com apresentações periódicas às autoridades.

Horários alargados em 176 centros de saúde a nível nacional

Quase duas centenas de centros de saúde estão já a funcionar em todo o país com horário alargado, disponível para consulta no portal do SNS, uma medida que visa diminuir a pressão sobre as urgências hospitalares.

Adão e Silva não vai ao Qatar "contra instâncias que dirigem o futebol mundial." As polémicas do ministro-adepto

Pedro Adão e Silva, em entrevista ao semanário Expresso, garante que não vai ao Mundial de 2022 mesmo que a Seleção Nacional chegue à final. O atual ministro da Cultura defende que o seu lugar no futebol “é no Estádio da Luz”.