Covid-19: Índia regista 1.181 mortes e 86.821 casos nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Nova Deli, 01 out 2020 (Lusa) - A Índia registou 1.181 mortes provocadas pelo novo coronavírus e 86.821 casos nas últimas 24 horas, anunciaram as autoridades.

Desde o início da pandemia, a Índia contabilizou 98.678 mortos e mais de 6,3 milhões de casos.

O país registou 41% dos seus casos confirmados e 34% das mortes só no mês de setembro, esperando-se que em algumas semanas ultrapasse os Estados Unidos, atualmente o país com mais infetados (mais de 7,2 milhões).

O Governo indiano anunciou uma maior flexibilização das restrições a partir de 15 de Outubro. Cinemas e teatros podem abrir com até 50% da capacidade de lugares, e as piscinas também podem ser utilizadas por atletas.

Os 28 estados da Índia podem decidir a reabertura gradual de escolas e instituições de treino depois de 15 de Outubro. No entanto, os estudantes terão a opção de assistir a aulas online.

Os voos comerciais internacionais permanecerão suspensos até 31 de outubro. No entanto, os voos de repatriamento continuarão para e dos Estados Unidos, Grã-Bretanha, Austrália, Canadá, França, Japão e vários outros países.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, impôs um rigoroso bloqueio em todo o país no final de março, mas começou a suavizar as restrições após dois meses para relançar a economia gravemente afetada que contraiu 24% no segundo trimestre.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

MIM // MIM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

EUA afirmam ter sido detetado segundo balão-espia sobre a América Latina

Os Estados Unidos anunciaram ter sido detetado um segundo balão a sobrevoar a América Latina, indicou o Pentágono, na sexta-feira, sem especificar a localização exata.

Cimeira UE-Ucrânia. Integração europeia e novo pacote de sanções contra a Rússia

Com a intensificação da ofensiva russa e a exigência por parte de Kyiv de sinais claros de que a União Europeia (UE) quer integrar a Ucrânia, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, deslocaram-se à capital do país que foi invadido há quase um ano para impedir a frustração das aspirações ucranianas e, em simultâneo, resfriar as ambições de Volodymyr Zelensky.

Testagem a passageiros oriundos da China mantém-se até final de fevereiro

O Governo prorrogou até final de fevereiro as medidas de controlo da covid-19 aplicadas aos voos provenientes da China, que incluem a testagem aleatória de passageiros à chegada e a obrigatoriedade de um teste negativo no embarque.