Covid-19: Câmara da Guarda disponibiliza edifício para doentes em recuperação

| País
Porto Canal com Lusa

Guarda, 24 mar 2020 (Lusa) - A Câmara Municipal da Guarda disponibiliza o edifício do antigo Centro Apostólico, que foi arrendado à Diocese, para acolher doentes da covid-19 em recuperação, foi hoje anunciado.

"Estando o Hospital Distrital da Guarda ativado como unidade de segunda linha para contenção da infeção e tratamento dos infetados pela covid-19 e visto que entrámos numa fase de crescimento exponencial da epidemia, a Câmara Municipal da Guarda já tem disponível todo o imóvel do antigo Centro Apostólico para, caso se justifique, instalar doentes infetados com o coronavírus que estejam em recuperação", refere a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a fonte, o edifício do antigo Centro Apostólico, que foi arrendado pela autarquia à Diocese da Guarda, "tem capacidade para 80 pessoas" e "será prontamente disponibilizado" logo "que as necessidades do Hospital da Guarda assim o justifiquem".

O município esclarece que a medida "está a ser executada em estreita articulação com a administração da Unidade Local de Saúde da Guarda".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 6.077 mortos em 63.927 casos.

Os países mais afetados a seguir à Itália e à China são a Espanha, com 2.182 mortos em 33.089 infeções, o Irão, com 1.812 mortes num total de 23.049 casos, a França, com 860 mortes (19.856 casos), e os Estados Unidos, com 390 mortes (31.057 casos).

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Dos infetados, 201 estão internados, 47 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

ASR // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

DGS emite orientações para unidades de saúde detetarem precocemente casos de sarampo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu orientações para as instituições prestadoras de cuidados de saúde para promover um “inquérito de risco infeccioso” na admissão do doente para identificar precocemente casos suspeitos de sarampo.

Mais de 500 pessoas detidas numa semana em Portugal

504 pessoas foram detidas pela Polícia de Segurança Pública (PSP) em todo o país, entre 15 a 21 de junho. Entre as detenções, 145 são relativas a crimes rodoviários, sendo que 68 são por condução sob o efeito de álcool e 77 por falta de habitação legal para conduzir.

Ministério da Saúde adia reuniões com sindicatos médicos

O Ministério da Saúde adiou as reuniões negociais que estavam agendadas para a próxima semana com a Federação Nacional dos Médicos e o Sindicato Independente dos Médicos, disseram hoje à Lusa os respetivos líderes sindicais.