Covid-19: Alemanha ultrapassa uma centena de mortos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Berlim, 24 mar 2020 (Lusa) -- A Alemanha regista 27,436 casos de covid-19, um aumento de 4,764 em relação ao dia anterior, e 114 vítimas mortais, segundo a página oficial do Instituto Robert Koch.

A entidade responsável pela prevenção e controlo de doenças admite ainda algum atraso na divulgação dos dados, já que estes são transmitidos individualmente pelas autoridades competentes de cada estado federado.

A Alemanha continua a registar uma baixa letalidade em relação a países como Itália, Espanha ou França.

As regiões da Renânia do Norte-Vestefália, Baviera e Bade-Vurtemberga continuam a ser as mais afetadas, com 6,318, 5,754 e 5,348 casos, respetivamente.

O resultado do primeiro teste realizado a Angela Merkel deu negativo, revelou esta segunda-feira um porta-voz do governo. A chanceler entrou em quarentena no domingo, depois de ter estado em contacto com um médico infetado com o novo coronavírus.

A trabalhar desde casa, a líder do executivo de Berlim aprovou um pacote de medidas, no valor de 748 mil milhões de euros, com o objetivo de amortecer o impacto económico provocado pela pandemia do novo coronavírus.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

JYD // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cimeira EUA-França. Fim da guerra na Ucrânia? Biden disposto a dialogar com Putin

Biden diz que está disposto a reunir-se com Putin, mas apenas se a Rússia estiver disposta a terminar o conflito. Os presidentes Joe Biden e Emmanuel Macron defenderam ainda a importância de uma aliança forte entre os dois países. 

Seis novos centros de combate à desinformação anunciados por Bruxelas

A Comissão Europeia anunciou esta quinta-feira a criação de seis novos centros multinacionais de combate à desinformação, que se somam aos oito já existentes, passando a cobrir todos os 27 países da União Europeia (UE).

COI congratula-se por ONU reconhecer neutralidade do movimento olímpico

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, congratulou-se esta quinta-feira com o reconhecimento, por parte da ONU, do "caráter unificador e conciliador" das grandes competições desportivas internacionais.