Info

Grécia: Eurogrupo reúne-se às 16:00 de sábado

| Economia
Fonte: Agência Lusa
Bruxelas, 26 jun (Lusa) - O Eurogrupo volta a reunir-se, em Bruxelas, no sábado às 17:00 (16:00 em Lisboa) para uma nova ronda de negociações sobre a questão da Grécia, noticiou hoje a AFP, citando fonte comunitária.

Esta reunião - a quarta na mesma semana e quinta em dez dias - tem lugar a três dias do final do prazo para o pais receber ajuda financeira e pagar ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Se houver entendimento na reunião de sábado dos ministros das Finanças da zona euro, as medidas acordadas entre Atenas e os credores devem ir ao Parlamento grego na segunda-feira, a tempo de estarem aprovadas até terça-feira, data em que termina a extensão do atual programa de resgate e é libertada uma verba de 7,2 mil milhões de euros e quando a Grécia tem de pagar 1,6 mil milhões de euros ao FMI.

As fontes do Governo grego afirmaram estar convencidas de que o Parlamento aprovará o plano com o apoio dos deputados dos dois partidos que suportam a coligação governamental: o Syriza e os Gregos Independentes.

Caso não haja acordo no Eurogrupo deste sábado, deverá haver uma cimeira de emergência sobre a Grécia no domingo.

IG/ACC/IM // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

UE/Orçamento: Conselho Europeu termina em Bruxelas sem acordo

O Conselho Europeu extraordinário em Bruxelas consagrado ao orçamento plurianual da União para 2021-2027 terminou sem acordo, apenas cerca de 20 minutos após os líderes se terem sentado novamente à mesa para discutir a nova proposta, revelaram fontes europeias.

Luanda Leaks: Efacec garante "todas as condições" para pagar salários e a fornecedores

O Conselho de Administração da Efacec Power Solutions garantiu hoje que tem "uma gestão independente e reúne todas as condições para honrar os compromissos acordados" com todos os colaboradores e fornecedores, "não estando colocada a possibilidade" de incumprimento.

Companhia aérea TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

A TAP fechou o ano passado com prejuízos de 95,6 milhões de euros, um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa hoje comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

"Nasci em Lisboa mas digo sempre vou...

D'Mais

Travelhood - Roteiros na natureza para...