Info

Relação de Lisboa rejeita pedido do Ministério Público, Sócrates pode ter acesso aos autos

Relação de Lisboa rejeita pedido do Ministério Público, Sócrates pode ter acesso aos autos
| País
Porto Canal

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) indeferiu hoje o requerimento do Ministério Público (MP) que pedia a nulidade do acórdão que permitia à defesa de José Sócrates ter acesso aos autos da investigação.

A informação foi avançada à agência Lusa pelo porta-voz dos advogados de defesa do ex-primeiro-ministro socialista José Sócrates.

"Há 22 dias que a defesa [de José Sócrates] continua sem acesso aos autos da investigação", disse o porta-voz dos advogados de defesa do ex-primeiro-ministro, acrescentando que os advogados João Araújo e Pedro Delille estão agora a estudar o acórdão de hoje.

A 24 de setembro, a Relação de Lisboa tinha decidido que não se justificava a continuação do segredo (interno) de justiça na "Operação Marquês", pelo que a defesa de José Sócrates deveria ter acesso a todos os autos da investigação.

Mais tarde, a 05 de outubro, o Ministério Público suscitou a nulidade do acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, um pedido hoje indeferido.

+ notícias: País

Covid-19: Portugal regista 930 novos casos e oito mortes nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais 930 casos confirmados de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, oito mortes associadas à covid-19, uma descida nos internamentos em enfermaria e subida nos cuidados intensivos, segundo dados oficiais,

Pfizer diz que a vacina é mais de 90% eficaz em crianças

A farmacêutica Pfizer/BioNTech assegurou hoje que a vacina contra a covid-19 é segura nas crianças com mais de 5 anos, com quase 91% de eficácia na prevenção de infeção.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.