"A história dele não é só importante no FC Porto, mas também no futebol nacional". Pinto da Costa recorda Artur Jorge

| Desporto
Porto Canal

Pinto da Costa recorda Artur Jorge e a história de quando o convidou para assumir o comando técnico da equipa portista.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Porto Canal (@porto.canal)

 

Foi “com pena” que Jorge Nuno Pinto da Costa se despediu de Artur Jorge, “primeiro treinador a ser campeão europeu num clube português” falecido esta quinta-feira aos 78 anos. O presidente começou por descrever o antigo treinador do FC Porto como “uma pessoa com um intelecto muito alto” que incutiu na equipa de 1987 “um espírito de grupo e de vitória” que fez com que os “jogadores acreditassem que iam ganhar” ao favorito Bayern de Munique. “Um estudioso que vivia intensamente os jogos, que se preparava muito bem” e que ultrapassou barreiras nunca antes pensadas, o que torna “evidente que a história dele não é só importante no FC Porto, mas também no futebol nacional.

Pinto da Costa lembrou ainda o primeiro encontro entre os dois, em Lisboa, quando o treinador lhe respondeu à vontade de o tornar um símbolo do FC Porto com a pergunta “o presidente tem coragem?”. Com o acordo selado para ganhar, Artur Jorge “meteu o projeto no coração e na cabeça e o facto é que ganhámos”, recordou com saudade.

O homem que colocou o FC Porto no mapa europeu
“Recordo-o em muitas fases das nossas vidas porque o conheci quando jogava nos juniores do FC Porto. Era uma promessa sem dúvida. Por um acidente foi cedido à Académica e depois teve uma grande carreira na seleção nacional. Como treinador, foi uma aposta minha em 1984, fizemos um percurso lindíssimo, foi o primeiro título que o FC Porto conquistou na minhas presidência e foi o primeiro treinador português a ganhar uma prova europeia em 1987. Fez uma equipa fabulosa, conseguiu criar um espírito de grupo e de vitória. Naquela final, embora o favoritismo fosse todo do Bayern de Munique, incutiu no espírito dos jogadores uma ambição que fez com que, quando entrámos em campo, os jogadores acreditassem que iam ganhar. Era uma pessoa com um intelecto muito alto com paixões pela música, pela literatura e pela arte. É uma pena, é o que tenho a dizer.”

Uma história sem fronteiras
“É muito importante. Se é o primeiro treinador a ser campeão europeu num clube português, é evidente que a história dele não é só importante no FC Porto, mas também no futebol nacional. Era um estudioso, um homem que vivia intensamente os jogos e que se preparava muito bem. É uma pena.”

O primeiro encontro de uma grande parceria
“A primeira história de que me lembro… quando decidi que ia ser o Artur Jorge, não houve grande recetividade. Quando fui a Lisboa, num restaurante chinês que havia perto do Altis, convidei-o para almoçar e falámos de futebol e da vida dele. Eu disse-lhe: “Artur, quero que seja treinador do FC Porto”. Ele respondeu-me com uma pergunta muito interessante: “O presidente tem coragem?” e eu respondi “eu tenho, mas se você não tem acabou a conversa”. Ele afirmou perentoriamente: “Não, não. Consigo vamos para a frente”. Eu disse logo “mas olhe que é para ganhar” e ele respondeu “vamos ganhar”. A partir daí, meteu o projeto no coração e na cabeça e o facto é que ganhámos.”

+ notícias: Desporto

FC Porto (Sub-19): Indomáveis e fatais

Barcelona, Shakhtar Donetsk, Antuérpia, AZ Alkmaar, Mainz. Uma histórica formação de alguns dos melhores craques da história do desporto, um campeão europeu em título e um emblema determinado a surpreender tudo e todos. O FC Porto superou várias provas de fogo no caminho para a final four da Youth League e agora, com os olhos no troféu Lennart Johansson, vai tentar ultrapassar o quinto classificado do campeonato italiano de Sub-19 e o vencedor do duelo entre Olympiacos e Nantes no Colovray Sports Centre, em Nyon.

FC Porto: Clube anuncia compra de terrenos para academia na Maia

O FC Porto avançou para a aquisição de 14 hectares de terreno na Maia, onde irá construir a nova Academia do clube. O presidente Jorge Nuno Pinto da Costa e o administrador financeiro Fernando Gomes marcaram presença na sessão de adjudicação dos 18 lotes pelo valor de 3,4 milhões de euros.

Sérgio Conceição: "O FC Porto tem que lutar por títulos"

Esta quarta-feira, a partir das 20h15 (Sport TV1), FC Porto e Vitória de Guimarães irão discutir a última vaga no Jamor, onde o Sporting já tem lugar garantido, assim que Artur Soares Dias fizer ecoar pelo Estádio do Dragão o apito inicial da segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal. Na primeira os portistas venceram por 1-0.