Câmara do Porto investe 400 mil euros em habitação social na Rua da Vitória

Foto: José Campos
| Porto
Fábio Lopes

A Câmara do Porto concluiu a requalificação de um edifício na rua da Vitória destinado a habitação social. A empreitada representou um investimento de 400 mil euros por parte da autarquia e permitiu a reabilitação de duas habitações T2 e a transformação de antigos espaços de balneários e lavadouros em dois novos T1.

Bem no coração da cidade Invicta e com o Rio Douro como pano de fundo. O renovado edifício prepara-se agora para receber novos inquilinos, depois de dois anos de intervenção. As rendas apoiadas podem variar entre os 28 e os 240 euros mensais. As casas começam a ser ocupadas no próximo mês.

O projeto foi desenvolvido pelo gabinete portuense MAVAA Arquitetos, de Carlos Machado e Moura e Luís Pereira Viana.

Durante a visita ao local, Pedro Baganha, vereador da Câmara do Porto realçou o facto de “10% dos fogos do Centro Histórico do Porto serem habitação social”, sublinhando que este é mais um projeto "entre muitas iniciativas". 

O também vereador do Urbanismo e Espaço Público realçou ainda que está a decorrer o arranque de uma nova empreitada nas Eirinhas de quase 50 fogos de habitação social, reforçando a oferta na cidade Invicta.

Situado paredes meias com o célebre Miradouro da Vitória, o imóvel agora reabilitado foi eleito para integrar o roteiro da 8ª edição do Open House Porto e estará de portas abertas este fim de semana.

A iniciativa tem como objetivo convidar o público a explorar casas particulares, edifícios, infraestruturas e conjuntos urbanos que ilustram a singularidade da arquitetura local, quebrando as barreiras existentes entre a arquitetura e o público não especializado, na descoberta de espaços de relevo.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Porto Canal (@porto.canal)

+ notícias: Porto

GNR desmantela rede que traficava droga no Porto. Apreendidas mais de 70 mil doses de haxixe

A GNR desmantelou, no domingo, uma rede de tráfico de droga que operava no Grande Porto, tendo detido 10 homens e apreendido mais de 70 mil doses de estupefacientes, bem como cerca de 100 mil euros, foi esta segunda-feira revelado.

Ativistas pró-Palestina obrigados a "desmobilizar" da Faculdade de Ciências do Porto

Os ativistas pró-palestina que desde quinta-feira se mantêm em protesto na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto receberam, no domingo, a indicação para desmobilizarem até às 20h de hoje ou “serão acionados meios” para os retirar.

Câmara do Porto reprova bolsa de prioridades para casos de despejo sem habitação assegurada

São precisas mais respostas de emergência e de inclusão social no Porto. Foi essa a base da proposta que a CDU apresentou esta segunda-feira, em reunião de executivo, que recomendava um programa integrado nas áreas mais carenciadas da cidade. A recomendação acabou reprovada, contando apenas com os votos favoráveis do PS e do Bloco de Esquerda.