Grande reportagem. Prestige deu à costa 20 anos de "memórias negras" 

| Mundo
Henrique Ferreira

A 13 de novembro de 2002, o Prestige, um petroleiro liberiano com bandeira das Bahamas, sofreu um rombo no casco e ficou encalhado ao largo da Galiza, no norte de Espanha. Seis dias depois acabou por afundar, já partido em dois, libertando grande parte das mais de 77 mil toneladas de combustível que carregava a bordo. O acidente é, ainda hoje, considerado um dos maiores desastres ambientais da história europeia recente.

Duas décadas depois, o Prestige continua presente na vida dos Galegos. Na região não há quem não se lembre da “maré negra” que durante meses manchou as praias e que durante anos impactou a pesca. Na memória, os habitantes têm ainda o cheiro a crude, que dizem ser difícil de esquecer.

Leia também a reportagem escrita 20 anos depois, a “maré negra” não desaparece da memória dos galegos.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

+ notícias: Mundo

Fim do “Modo Avião”. União Europeia vai permitir chamadas e acesso à internet durante os voos

Os passageiros das companhias aéreas a voar em céus europeus poderão, em breve, dar uso total aos seus telemóveis durante o período de voo.

Pelé colocado em cuidados paliativos após suspensão da quimioterapia

Segundo a Folha de São Paulo, a quimioterapia que Pelé fazia desde 2021 foi suspensa e o antigo jogador está a ser submetido a "medidas de conforto", destinadas a aliviar as dores e a falta de ar.

Economia da Rússia "será destruída" ao limitar-se os preços do petróleo

Presidência ucraniana garante que a economia de Putin "será destruída" depois de ser introduzido um máximo para o preço do barril de petróleo em 60 dólares, após o acordo selado pela União Europeia, o G7 e a Austrália.