Sede da nova direção do SNS no Porto

Sede da nova direção do SNS no Porto
| Norte
Porto Canal

Tal como avançou o Porto Canal na passada quinta-feira, Manuel Pizarro confirmou esta manhã, em conferência no Ministério da Saúde, que a sede da nova direção do SNS será na cidade do Porto.

"O novo Estatuto ficará localizado na cidade do Porto", adiantou Manuel Pizarro.

O ministro da Saúde rejeitou também qualquer “sobreposição” de funções entre a direção executiva e as Administrações Regionais de Saúde.

Uma das primeiras medidas tomadas pelo novo CEO do SNS, que, contudo, só entrará em funções no próximo dia 1 de janeiro de 2023, foi a de propor que a sede da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde fosse localizada no Porto, algo que foi aceite pelo Governo. 

Este foi um cenário partilhado por Manuel Pizarro, desde a primeira hora, como o Porto Canal já havia dado conta no dia 14 de setembro e, posteriormente, no dia 19, deste mês. Pizarro salientou que o Governo é "descentralizador", e que a nova direção não tem de ficar em Lisboa. A cidade invicta é, assim, o novo destino do SNS. 

Uma das possibilidades pensadas foi o antigo edifício da Direcção de Recrutamento Militar, segundo o jornal Público. Situado na zona da Boavista, na Avenida de França, junto à estação do metro da Casa da Música, o edifício encontra-se devoluto há já algum tempo e chegou a ser propriedade do Ministério da Defesa Nacional.

Este anúncio foi feito no dia em que foi publicado no Diário da República o diploma do Governo que regulamenta a direção executiva, a nova entidade prevista no novo Estatuto do SNS promulgado pelo Presidente da República no início de agosto.

A direção executiva do SNS, que entra em funções a 01 de outubro, vai coordenar toda a resposta assistencial do SNS, assegurando o seu funcionamento em rede, e passa a gerir também a rede nacional de cuidados continuados integrados e da rede de cuidados paliativos, até agora da responsabilidade das administrações regionais de saúde.

+ notícias: Norte

Vai nascer uma “vila dentro da cidade” de Matosinhos

Está em discussão pública um projeto imobiliário da Mota-Engil que contempla a urbanização de 27 hectares entre Perafita e Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos. O projeto de nome “OPO City” está, de acordo com o Jornal de Notícias, em discussão pública até oito de maio e contempla terrenos circunscritos a uma área composta pela Avenida Vasco Graça Moura, a Avenida Arquitecto Fernando Távora, a Rua Tir e a Estrada Nacional n.º 107.

Marco de Canaveses inaugura parque urbano com 14 mil metros quadrados

A Câmara de Marco de Canaveses, no distrito do Porto, vai inaugurar no dia 25 de abril um novo parque verde no centro da cidade, com 14.000 metros quadrados, informou hoje o município.

Jovem de 17 anos fica em prisão preventiva por cometer vários crimes em Chaves

Uma jovem de 17 anos ficou sujeita à medida de coação de prisão preventiva, sendo colocada em centro educativo em regime fechado, depois de detida pela PSP de Chaves por roubo, perseguição e ofensas à integridade física qualificada.