Covid-19: Hospital Garcia de Orta com taxa de ocupação de 309%

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 24 jan 2021 (Lusa) -- O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, está hoje com uma taxa de ocupação de 309% relativamente ao que previa o plano de contingência, com 204 doentes infetados com covid-19, 19 deles em cuidados intensivos.

Num balanço da situação divulgado hoje, o HGO diz que se verifica novamente um crescimento de doentes internados em enfermaria com covid-19 e que foram feitos ajustamentos para acomodar os doentes.

No sábado, a taxa de ocupação estava nos 250%.

Dos 204 infetados com o novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, 177 estão internados em enfermaria e, além dos 19 em cuidados intensivos (UCI), há mais oito doentes internados em Unidade de Hospitalização Domiciliária.

O HGO volta a apelar à população dos concelhos de Almada e Seixal para que, em caso de doença, recorra em primeiro lugar aos médicos de família (Centro de Saúde).

Em caso de sinais e sintomas compatíveis com doença respiratória, a população deve dirigir-se primeiro às áreas dedicadas para doentes respiratórios dos Centros de Saúde, só recorrendo ao HGO em situações mais graves.

O agrupamento de centros de saúde (ACES) do Laranjeiro e do Seixal tem horário prolongado nas áreas dedicadas a doentes respiratórios, atualmente com disponibilidade até às 20:00, de segunda a domingo.

O HGO relembra que conta no final do mês poder expandir a área dedicada ao atendimento de doentes respiratórios do serviço de urgência geral, aumentar a lotação dos cuidados intensivos e abrir uma nova enfermaria, mediante disponibilidade de recursos humanos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.121.070 mortos resultantes de mais de 98,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.469 pessoas dos 636.190 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

FP // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Já são conhecidas as medidas de coação no caso de tráfico humano no Alentejo

O juiz Carlos Alexandre determinou que 23 dos arguidos, todos eles estrangeiros, ficam em prisão preventiva, outros oito que também ficaram com essa medida têm a possibilidade de passar a ter pulseira eletrónica em prisão domiciliária. Quatro portugueses saem em liberdade, mas ficam proibidos de contactos e com apresentações periódicas às autoridades.

Horários alargados em 176 centros de saúde a nível nacional

Quase duas centenas de centros de saúde estão já a funcionar em todo o país com horário alargado, disponível para consulta no portal do SNS, uma medida que visa diminuir a pressão sobre as urgências hospitalares.

Adão e Silva não vai ao Qatar "contra instâncias que dirigem o futebol mundial." As polémicas do ministro-adepto

Pedro Adão e Silva, em entrevista ao semanário Expresso, garante que não vai ao Mundial de 2022 mesmo que a Seleção Nacional chegue à final. O atual ministro da Cultura defende que o seu lugar no futebol “é no Estádio da Luz”.