Info

Juízes decidem acabar com o segredo de justiça da "Operação Marquês" e defesa pede a libertação imediata de Sócrates. 

Juízes decidem acabar com o segredo de justiça da "Operação Marquês" e defesa pede a libertação imediata de Sócrates. 
| Política
Porto Canal (CYO)

Os juízes desembargadores Rui Rangel e Francisco Caramelo decidiram acabar com o segredo de justiça na “Operação Marquês” e todos os arguidos do processo vão ter acesso aos autos da investigação. Na sequência dessa decisão, a defesa de Sócrates anunciou esta sexta-feira que ia pedir a libertação imediata do ex-primeiro-ministro.

Na sequência da decisão do Tribunal da Relação de Lisboa de acabar com o segredo de justiça do processo “Operação Marquês”, José Sócrates e os outros oito arguidos irão ter acesso a todos os indícios recolhidos pelo Ministério Público. O procurador Rosário Teixeira e o juiz Carlos Alexandre foram criticados pela forma como geriram o segredo de justiça, porque, segundo o acórdão, nenhum arguido pode ser “vítima de truques” que o impeçam de aceder às provas que existem contra si.

Os advogados de José Sócrates, perante esta decisão, anunciaram que iriam pedir a libertação imediata do ex-primeiro-ministro, que se encontra em prisão domiciliária desde 5 de Setembro depois de ter estado 288 dias no estabelecimento prisional de Évora. No entanto, o arguido só irá ter acesso aos autos da investigação depois das eleições legislativas.

João Araújo, advogado de Sócrates, classificou como uma “vitória” para a defesa a decisão do Tribunal da Relação de Lisboa, ao mesmo tempo que é “uma derrota absoluta para a investigação”.

+ notícias: Política

Pedro Nuno Santos diz que é tempo de apostar na ferrovia

O Ministro das Infraestruturas aproveitou o primeiro Conselho de Ministros em Bragança para ir a Macedo de Cavaleiros anunciar um projetos de residências de baixo custo para os estudantes do Instituto Politécnico de Bragança. Em pleno interior, Pedro Nuno santos diz que é tempo de o país voltar a apostar na ferrovia.

Peticionários pedem na Assembleia da República suspensão do prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões

Peticionários pela suspensão do prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões, em Matosinhos, foram hoje ouvidos no parlamento, onde defenderam a suspensão e uma reavaliação do projeto.

Líder da Fenprof tenta invadir Conselho de Ministros depois de Costa evitar manifestantes

O secretário-geral da Fenprof tentou hoje invadir o Cineteatro de Bragança onde decorria o 'briefing' do Conselho de Ministros descentralizado, depois de o primeiro-ministro ter abandonado o edifício pelas traseiras, evitando um gripo de manifestantes.

Atualizado 28-02-2020 12:44

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.