Oito dos 18 concelhos mudaram de cor no domingo

Oito dos 18 concelhos mudaram de cor no domingo
| Política
Porto Canal

Oito dos 18 concelhos do distrito do Porto mudaram de cor nas eleições de domingo, destacando-se o Porto, liderado durante os últimos 12 anos pelo social-democrata Rui Rio e que passa agora para o independente Rui Moreira.

No distrito, o PSD (em coligação ou sozinho) perdeu duas autarquias comparativamente a 2009, fixando-se em oito, e o PS venceu mais uma autarquia, totalizando também oito.

As candidaturas independentes proliferaram no distrito, mas apenas duas venceram (Matosinhos e Porto), o que representa o dobro do resultado de 2009, com a vitória do então independente Valentim Loureiro.

Em Gondomar, Valentim Loureiro, que liderou a autarquia nos últimos cinco mandatos, dois dos quais como independente, será substituído pelo socialista Marco Martins, que obteve mais do dobro dos votos que a candidata da coligação PSD/CDS-PP.

Valongo, considerado bastião social-democrata, passou para as mãos do PS, com José Manuel Ribeiro a vencer com pouco menos de mil votos de diferença para a coligação PSD/PPM de João Paulo Baltazar, atual presidente do município.

Em Matosinhos, concelho liderado pelo PS há 37 anos, o socialista António Parada sofreu uma pesada derrota para o atual presidente da Câmara e ex-socialista, Guilherme Pinto, que avançou como independente e conseguiu a maioria absoluta.

Em Vila Nova de Gaia, o PS conseguiu reaver a liderança da autarquia, que havia perdido desde a chegada em 1997 do social-democrata Luís Filipe Menezes.

O PSD perdeu ainda Paços de Ferreira, por apenas 768 votos, para o socialista Humberto Brito, um resultado suficiente para garantir a maioria absoluta e afastar os sociais-democratas de uma câmara que lideravam desde as primeiras eleições autárquicas.

Trofa deixa de ser uma autarquia rosa, com a socialista Joana Lima a ser substituída pelo social-democrata Sérgio Humberto Silva.

Em Amarante, o PSD, liderado por José Luís Gaspar, teve mais 505 votos do que o PS, partido que liderava desde 2009.

Em Vila do Conde o PS manteve a liderança, sendo o "dinossauro" Mário Almeida substituído pela sua vereadora Elisa Ferraz.

Póvoa de Varzim mantém a constituição do executivo, com uma liderança social-democrata, agora nas mãos de Aires Pereira.

Bragança Fernandes mantém-se presidente da autarquia da Maia, com maioria absoluta, mas perdeu um mandato, apesar de nestas eleições se ter apresentado em coligação com o CDS-PP.

Santo Tirso mantém-se socialista, com o "dinossauro" Castro Fernandes a ser substituído por Joaquim Couto, que havia liderado o município há 14 anos.

Votação expressiva foi alcançada em Baião pelo líder da Federação do Porto do PS, José Luís Carneiro, que assegurou seis dos sete lugares do executivo.

Em Felgueiras, o PSD e Inácio Ribeiro, coligado com o PPM, reforçou a sua maioria absoluta, assegurando seis dos nove lugares do executivo.

No Marco de Canaveses, Manuel Moreira, do PSD, renovou a sua maioria absoluta, sendo seguido de Avelino Ferreira Torres, que encabeçava uma lista independente.

Em Penafiel, a coligação PSD/CDS-PP, agora liderada por Antonino Sousa, renovou a sua maioria absoluta, mas perdeu um vereador, passando de seis para cinco.

Em Paredes o PSD de Celso Ferreira conseguiu garantir, na última freguesia apurada, a vitória por uma margem de 73 votos, mas suficiente para garantir a maioria absoluta.

Em Lousada, a vitória acabou por ser do PS, liderado pelo atual vice-presidente da câmara, Pedro Machado.

+ notícias: Política

Fim da propina para ensino de português no estrangeiro não passará no parlamento, afirma Paulo Pisco

Os pareceres do BE, PCP e PAN sobre a eliminação da propina para o ensino de português no estrangeiro foram esta terça-feira votados favoravelmente em comissão parlamentar, uma intenção que não passará no parlamento, segundo o deputado socialista Paulo Pisco.

Ministra da Defesa ouvida no parlamento dia 11 de outubro sobre ciberataque

A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, vai ser ouvida no parlamento no próximo dia 11 de outubro, à porta fechada, sobre o ciberataque que levou à exfiltração de documentos classificados da NATO, a requerimento do PSD.

França disponível para "revisitar" interligações ibéricas de energia

O secretário de Estado português dos Assuntos Europeus, Tiago Antunes, obteve esta terça-feira da sua homóloga gaulesa disponibilidade para "revisitar" a questão das interligações ibéricas de energia, em encontro até ao final do ano com Portugal e Espanha.