Aumentos nas pensões, abono de família, RSI e CSI custam 173ME em 2016

Aumentos nas pensões, abono de família, RSI e CSI custam 173ME em 2016
| Política
Porto Canal

O Governo disse hoje que o aumento das pensões e do abono de família e a reposição dos valores de referência do Rendimento Social de Inserção e do Complemento Social para Idosos custam 173 milhões de euros em 2016.

Na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros desta manhã, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social disse que "o conjunto de despesa associado ao aumento de pensões andará perto de 80 milhões de euros", apesar de admitir que ainda não foi determinado "com exatidão" o valor da atualização das pensões.

A este valor acrescem cerca de 50 milhões de euros com a reposição dos valores de Rendimento Social de Inserção (RSI), 37 milhões de euros com o aumento dos três primeiros escalões do abono de família e seis milhões de euros com o Complemento Social para Idosos (CSI).

+ notícias: Política

Governo investe mais de 250 milhões de euros no combate e prevenção de incêndios em 2023

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, reafirmou esta segunda-feira em Arganil que o Governo vai investir 250 milhões de euros (ME) na prevenção e combate aos incêndios, em 2023, incluindo o apoio aos corpos de bombeiros.

Quotas de género. Ministra da Ciência foi contra, mas agora admite para chefias do setor

A ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, mostrou-se, esta segunda-feira, favorável à introdução de quotas de género para que Portugal atinja a paridade nos cargos de chefia das instituições do setor.

Carlos Guimarães Pinto: “A gestão da TAP está em guerra aberta com os seus colaboradores já há vários meses”

Segundo documentos a que o Porto Canal teve acesso, o mês de dezembro é tradicionalmente um mês muito complicado para a operação da TAP. Em 2019, último ano antes da pandemia por covid-19, que provocou uma paralisação generalização do setor da aviação, o absentismo no período natalício rondou os 17,6% entre comissários e assistentes de bordo.