"Desiludido" e "defraudado." Marco Martins aponta falhas à UNIR

"Desiludido" e "defraudado." Marco Martins aponta falhas à UNIR
| Norte
Porto Canal

No segundo dia útil após o início da circulação dos autocarros da rede UNIR, que estão a servir a Área Metropolitana do Porto desde o passado dia 1, o presidente da Câmara de Gondomar recorreu às redes sociais para expressar desagrado perante as falhas que estão a marcar o arranque da operação.

“Fizemos a nossa parte, com rigor e antecedência... quem vinha a seguir, falhou. A Alsa, operador contratado pela AMP/UNIR, por concurso público internacional não está a cumprir como devia, mas não desistirei de exigir e pressionar, por respeito aos Gondomarenses”, começa por dizer o autarca.

Marco Martins afirma ter planeado tudo ao pormenor com as Juntas de Freguesia, a AMP e a operadora para que nada falhasse no início do processo, garantindo ainda que “Gondomar foi de longe o município dos 17 que mais se esforçou”. Ainda assim, reconhece que “os primeiros dias de operação da UNIR não têm corrido bem”.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Porto Canal (@porto.canal)

O edil de Gondomar sente-se defraudado e lamenta que “o que ficou decidido e foi contratado, não esteja a ser cumprido, com prejuízo para todos os que usam diariamente o autocarro como meio de deslocação”.

O autarca promete continuar a lutar por uma estratégia de mobilidade que sirva o território e as pessoas. “Os gondomarenses merecem melhor e continuo a acreditar que podem ter melhor. Vamos continuar a lutar para que o serviço seja cumprido pelo operador tal e qual como ficou estabelecido e não aceitaremos menos do que isso”, pode ler-se na publicação de Facebook.

Recorde-se que esta segunda-feira, “a AMP reportou que os problemas na nova rede de autocarros estão relacionados com os motoristas da empresa ALSA que não estão a fazer alguns percursos, enquanto não esclarecerem determinadas questões relacionadas com o horário de trabalho”, de acordo com um comunicado do Município de Valongo.

+ notícias: Norte

Gaia vai divulgar denúncias de más práticas nas reuniões do executivo

As denúncias que cheguem ao município de Vila Nova de Gaia, mesmo as anónimas, sobre a gestão da autarquia passam a partir desta segunda-feira a ser levadas a reunião de câmara, anunciou o presidente do executivo.

Guimarães quer criar polo tecnológico no setor espacial 

A cidade de Guimarães vai implementar um plano estratégico para a criação de um ‘Space Hub’, um polo tecnológico que visa a promoção do setor espacial, nomeadamente das tecnologias relacionadas com o ‘Novo Espaço’ (New Space).

Ribau Esteves satisfeito com lota mas quer transferência sem custos

O presidente da Câmara de Aveiro elogiou o ministro das Finanças, esta segunda-feira, por ter “desbloqueado” a transferência para o município da antiga lota, mas anunciou que vai tentar junto do próximo Governo que seja feita sem custos.