Revolut foi alvo de um ataque informático

Revolut foi alvo de um ataque informático
| Mundo
Porto Canal

A empresa de serviços financeiros confirmou o ataque informático que ocorreu no passado dia 11 de setembro.

Segundo a empresa, os cibercriminosos conseguiram aceder a dados pessoais de mais de 50 mil utilizadores que, entretanto, já foram contactados e avisados do sucedido.

O alerta de um possível ataque informático começou a surgir na Internet há cerca de uma semana, quando os próprios clientes começaram a partilhar emails da Revolut sobre o que teria acontecido.

O número de clientes afetados ronda os 32 mil, apesar de num relatório enviado às autoridades poder ler-se que os criminosos tiveram acesso a dados de 50.150 clientes de todo o mundo. De acordo com o Jornal Público, o número de pessoas afetadas inclui utilizadores que não tinham um perfil completo e que, por isso, não são considerados clientes.

Nas mensagens que foram enviadas aos clientes, a Revolut garante que o dinheiro não está em risco, no entanto alerta que as pessoas podem “estar perante um risco acrescido de fraude”: “ “Recomendamos que esteja especialmente atento a qualquer actividade suspeita, incluindo e-mails, chamadas telefónicas ou mensagens suspeitas”.

A empresa de serviços financeiros já pediu desculpa a todos os clientes afetados.

+ notícias: Mundo

Morreu o presidente do Irão após helicóptero onde seguia se ter despenhado

Vários meios de comunicação estatais iranianos anunciaram esta segunda-feira a morte do Presidente Ebrahim Raïssi e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, numa queda de um helicóptero no noroeste do Irão.

Luís Montenegro expressa condolências ao povo iraniano pela morte do Presidente Ebrahim Raisi 

O primeiro-ministo português, Luís Montenegro, expressou esta segunda-feira as suas condolências ao povo iraniano pela morte do Presidente do Irão, Ebrahim Raisi, e do chefe da diplomacia daquele país, Hossein Amir-Abdolahian, num acidente de helicóptero.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.