Covid-19: Números de casos e mortes sobem em França

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 19 fev 2021 (Lusa) - A França registou 24.116 casos de covid-19 e 328 mortos nas últimas 24 horas, uma subida em relação ao reportado na véspera, apesar das restrições sociais e aumento do número de vacinados.

Com o país em recolher obrigatório a partir das 18:00 e bares e restaurantes fechados, elevam-se agora a 3,56 milhões os casos de infeção pelo novo coronavírus e a 83.946 as mortes desde o início da pandemia.

Na quinta-feira, a Agência de Saúde Pública (ASP) reportou 22.501 casos de covid-19 e 271 mortos, pelo que a tendência é de subida, apesar das restrições impostas pelo Governo. 

Os dados de sexta-feira refletem a mortalidade em lares de idosos e centros de cuidados continuados, tal como os de terça-feira, pelo que tendem a ser mais elevados do que noutros dias.

Segundo a ASP, nos últimos sete dias ascenderam a 9.435 os internamentos por covid-19, dos quais 1.764 em unidades de cuidados intensivos.

Num outro comunicado, a Direção-Geral de Saúde referiu que foram vacinadas 2,5 milhões de pessoas com a primeira dose, e 1,13 milhões com ambas, desde o início da campanha de vacinação, no final de dezembro. 

Também hoje, o Presidente francês esteve reunido com membros da maioria parlamentar e, segundo vários meios de comunicação franceses, as medidas de luta contra a pandemia só devem mudar daqui a oito ou 10 dias.

Segundo Emmanuel Macron, é "ainda muito cedo" para tomar novas decisões, mesmo quando alguns dos seus deputados na Assembleia da República pedem um aligeiramento do Estado de emergência em vigor no país.

Desde meados de janeiro, o país encontra-se em recolher obrigatório entre as 18:00 e as 6:00 do dia seguinte e desde finais de outubro estão encerrados bares, restaurantes e espaços culturais.  

Numa carta enviada ao presidente hoje divulgada, 65 senadores, na sua maioria de centro-direita apelam à reabertura de restaurantes a meio do dia e a que seja autorizada a venda ambulante depois das 18:00 para quem apresente justificação.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.441.926 mortos no mundo, resultantes de mais de 110,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.821 pessoas dos 794.769 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

PDF (CYF) // JLS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Suspeito de ataque em Copenhaga tem antecedentes psiquiátricos

O alegado autor de um tiroteio ocorrido no domingo em Copenhaga, que fez três mortos e quatro feridos graves, tem antecedentes de doença psiquiátrica, indicou hoje a polícia dinamarquesa, afirmando não haver indícios de "um ato terrorista".

Vários mortos em tiroteio na Dinamarca. Suspeito é dinamarquês e tem 22 anos

Várias pessoas morreram num tiroteio no centro comercial Field's, em Copenhaga, capital da Dinamarca, revelou a polícia. Uma pessoa foi detida.

Rússia anuncia controlo total da região ucraniana de Lugansk. Ucrânia desmente. 

O ministro da Defesa russo Serguei Shoigu afirmou hoje que as forças russas controlam toda a região ucraniana de Lugansk, no Donbass, depois de conquistada a cidade-chave de Lisichansk, alvo de combates intensos nos últimos dias.