Info

Covid-19: Galiza põe em confinamento 60 municípios durante um mês

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Santiago de Compostela, Espanha, 04 nov 2020 (Lusa) -- O governo regional da Galiza, comunidade autónoma espanhola que faz fronteira com o norte de Portugal, decidiu confinar 60 municípios da região a partir de sexta-feira, incluindo o encerramento de atividades não essenciais, como a restauração e similares.

O presidente do executivo regional, Alberto Núnez Feijóo, anunciou que a partir das 15:00 (14:00 em Lisboa) de sexta-feira e durante um mês as medidas de limitação da circulação de pessoas vão afetar um total de 60 municípios, onde vive cerca de 60% da população, incluindo sete cidades e os arredores, bem como 17 localidades mais pequenas com taxas elevadas de infetados pela pandemia de covid-19.

Feijóo assegurou que se trata de uma decisão "difícil" que se manterá em vigor durante um mês, embora durante esse tempo possa ser revista, e que são medidas para "o bem comum" da população galega, tendo em conta a "situação preocupante" da evolução da pandemia.

No resto da Galiza, que não terá estas restrições reforçadas, haverá também limitações à entrada nos centros comerciais, bem como nos transportes públicos não escolares, onde se limita a ocupação a apenas 50 % dos lugares, em termos gerais.

As maiores restrições aplicar-se-ão também nas autarquias com uma taxa acumulada de mais de 200 casos por 100.000 habitantes e uma tendência "ascendente" na notificação de casos.

As restrições significam o encerramento de todas as atividades consideradas não essenciais, pelo que será permitido ir para o trabalho, para a escola, movimentos para tratar de crianças e adultos e todos os movimentos de caráter sanitário.

O nível de incidência acumulada na Galiza subiu na terça-feira para 316 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, quando a média em Espanha está nos 528 casos.

A maior parte das regiões espanholas, que têm autonomia em matéria de política de saúde, decidiu confinar os seus territórios ao nível de toda a comunidade autónoma e em muitos casos ao nível dos municípios, autorizando deslocações apenas em casos de necessidade (trabalho e saúde, entre outros).

O parlamento espanhol aprovou na semana passada a prorrogação do estado de emergência para lutar contra a pandemia de covid-19 durante seis meses, até 09 de maio de 2021, o que autoriza o recolher obrigatório das 23:00 às 06:00, podendo cada uma das comunidades autónomas adiantar ou atrasar a hora de início em uma hora.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.694 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (47.250 mortos, mais de um milhão de casos), seguindo-se Itália (39.412 mortos, mais de 759 mil casos), França (38.289 mortos, mais de 1,5 milhões de casos) e Espanha (36.495 mortos, mais de 1,2 milhões de casos).

FPB // ANP

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Armadores europeus pedem à UE militares no golfo da Guiné para travar pirataria

Madrid, 18 jan 2022 (Lusa) -- A frota europeia de pesca em alto mar pediu ao alto representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, o destacamento urgente de militares no golfo da Guiné para travar a pirataria na região.

Iémen: ONU alarmada com escalada do conflito e ataques a civis, Israel acusa Irão

Genebra, 18 jan 2022 (Lusa) -- O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) expressou hoje "preocupação" com a escalada do conflito no Iémen, após o bombardeamento da coligação árabe contra a capital Sanaa, que provocou pelo menos 12 mortes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS