Covid-19: Doença matou mais de 96 mil pessoas em todo o mundo

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Redação, 10 abr 2020 (Lusa) - A pandemia do novo coronavírus já matou 96.340 pessoas em todo o mundo e infetou quase 1,6 milhões desde o seu aparecimento, segundo um balanço da agência France-Presse, às 10:00 de hoje, através de fontes oficiais.

De acordo com os dados recolhidos pela agência noticiosa francesa, mais de um milhão e meio de casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da pandemia, em dezembro passado, na China.

Os Estados Unidos são o país mais afetado em número de casos, com 466.299 casos e 16.686 mortos, continuando a Europa a ser o continente com mais casos contabilizados (826.382) e de mortos (66.642).

A Itália é o país europeu com maior número de mortes (18.279), seguida da Espanha (15.843), da França (12.210) e do Reino Unido (7.978).

Na Bélgica, nas últimas 24 horas, registaram-se 496 mortes, elevando o total para 3.019, enquanto em Espanha ocorreram mais 605 mortes, o número mais baixo desde 24 de março.

A América Latina e as Caraíbas passaram os 50.000 casos declarados, com mais de 2.000 mortos, sendo o Brasil o país mais afetado, com 17.847 casos e 941 mortos.

A AFP alerta, contudo, que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de infeções, já que um grande número de países está agora a testar apenas os casos que requerem atendimento hospitalar.

Em Portugal, segundo o balanço feito quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 409 mortes, mais 29 do que na véspera (+7,6%), e 13.956 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 815 em relação a quarta-feira (+6,2%).

Dos infetados, 1.173 estão internados, 241 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 205 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado no dia 02 de abril na Assembleia da República.

 

MLL // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Homem procurado em Espanha detido em Portugal

Um cidadão estrangeiro de 22 anos de idade que estava a ser procurado em Espanha foi detido, em Lisboa, pela Polícia Judiciária (PJ) na sequência de um mandato de detenção europeu, emitido pelas autoridades judiciais espanholas, pela "prática dos crimes de associação criminosa, tirada de presos e ofensas à integridade física qualificadas", revelou aquela força policial em comunicado enviado às redações.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.