Covid-19: Bélgica ultrapassa barreira das 3.000 mortes

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 10 abr 2020 (Lusa) -- A Bélgica ultrapassou nas últimas 24 horas as 3.000 mortes causadas pela covid-19, com mais de 26 mil casos confirmados por testes desde o início da pandemia segundo dados das autoridades federais de saúde.

O número de mortes causadas pela pandemia da covid-19 na Bélgica chegou hoje aos 3.019, anunciou o governo federal, depois de terem sido notificados 496 óbitos nas últimas 24 horas.

Pelo menos 171 dos óbitos ocorreram em casas de repouso na Flandres entre 18 e 31 de março (região norte do país, de língua neerlandesa).

Desde o início da pandemia na Bélgica, em 15 de março, foram confirmados 26.667 casos de covid-19 através de testes, 1.684 nas últimas 24 horas.

Entre 15 de março e 09 de abril, 10.356 pessoas foram internadas em hospitais e 5.568 tiveram alta.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 94 mil.

Dos casos de infeção, mais de 316 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 811 mil infetados e mais de 65 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 18.279 óbitos em 143.626 casos confirmados.

IG // PNG

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Homem procurado em Espanha detido em Portugal

Um cidadão estrangeiro de 22 anos de idade que estava a ser procurado em Espanha foi detido, em Lisboa, pela Polícia Judiciária (PJ) na sequência de um mandato de detenção europeu, emitido pelas autoridades judiciais espanholas, pela "prática dos crimes de associação criminosa, tirada de presos e ofensas à integridade física qualificadas", revelou aquela força policial em comunicado enviado às redações.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.