Covid-19: Enfermeiros do Alentejo duvidam da adequação de máscaras reutilizáveis

| País
Porto Canal com Lusa

Évora, 01 abr 2020 (Lusa) - O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) manifestou hoje dúvidas sobre a adequação de máscaras cirúrgicas reutilizáveis, que estão a ser fornecidas aos profissionais dos hospitais de Évora e de Beja, no combate à pandemia de covid-19.

"Tenho andado por todos os hospitais e nunca tinha visto a utilização deste tipo de máscaras", afirmou Edgar Santos, dirigente no Alentejo do SEP, em declarações à agência Lusa.

Contactado pela Lusa, o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, José Robalo, limitou-se a dizer que "o sindicato será devidamente informado" e que a questão "será esclarecida entre os profissionais".

O SEP enviou um pedido de informação urgente à ARS do Alentejo e aos conselhos de administração do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) e da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), que gere o hospital de Beja.

Edgar Santos explicou que o sindicato foi informado por enfermeiros sobre o uso de máscaras cirúrgicas reutilizáveis e que ele próprio, ao ter experimentado uma, ficou "com alguma dificuldade em respirar".

"Queremos saber se o Instituto Português da Qualidade deu chancela ou não" a este tipo de máscaras, "porque podemos estar a utilizar equipamentos que não têm qualidade", afirmou o sindicalista.

"Quantas vezes pode ser reutilizada, se é esterilizada e que garantias dá esse material que após a lavagem não fica infetado", questionou.

Segundo o dirigente do SEP, as máscaras cirúrgicas reutilizáveis estão a ser usadas por profissionais dos hospitais de Évora e de Beja, sendo que, até terça-feira, ainda não tinham chegado aos centros de saúde da região.

No pedido de informação, datado de terça-feira, o SEP realçou que existem "muitas dúvidas sobre a adequação destas máscaras ao seu objetivo", considerando que podem colocar em causa "a segurança com que os enfermeiros estão a trabalhar".

"As máscaras em causa estão certificadas e seguem os normativos da Direção-Geral da Saúde e do Infarmed? A instituição assume, para todos os efeitos legais, que estas máscaras são adequadas e que garantem a segurança e proteção dos enfermeiros? Qual a ficha técnica das máscaras?", são as perguntas que constam nos ofícios enviados às autoridades de saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 866 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 43 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

No Alentejo, segundo a DGS, há 54 casos de infeção confirmados e ainda não se registou qualquer morte por covid-19.

SYM // MLM

Lusa/Fim

+ notícias: País

Mais de 200.000 eleitores podem já votar este domingo 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, é um dos mais de 200 mil eleitores que se inscreveram para o voto antecipado, este domingo, uma semana antes do dia das legislativas.

Segundo satélite português lançado para o espaço esta segunda-feira

O segundo satélite português vai ser lançado para o espaço na segunda-feira, a partir dos Estados Unidos, para observar os oceanos durante três anos.

Marcelo vota antecipadamente e pede que se pondere voto eletrónico

O Presidente da República apelou aos portugueses para que votem este domingo e no dia 10, evitando a tendência de aumento de abstenção que se verifica noutros países, e pediu que se ponderasse sobre o voto eletrónico.