Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Miranda do Corvo cria Estrutura de Apoio Social de Emergência

| País
Porto Canal com Lusa

Miranda do Corvo, Coimbra, 18 mar 2020 (Lusa) - O município de Miranda do Corvo anunciou a criação de uma Equipa de Apoio Social de Emergência no concelho, que entrou hoje em funcionamento, para minimizar os impactos da pandemia de Covid-19 na vida dos munícipes.

"Esta estrutura irá assegurar o fornecimento de compras, de bens essenciais e medicação (aquisição e entrega) no domicílio dos mirandenses que vivam isolados/sozinhos em situação de fragilidade, em especial idosos ou famílias com filhos portadores de deficiência a seu cargo", refere a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

O Plano Municipal de Assistência Social de Emergência prevê o reforço do número de refeições fornecidas através das cantinas sociais da Santa Casa da Misericórdia de Miranda do Corvo e da Fundação ADFP, e o reforço financeiro dos apoios concedidos ao abrigo do Fundo de Emergência Social.

"Ao mesmo tempo, e no âmbito da Ação Social Escolar, serão fornecidas refeições escolares aos alunos de todos os níveis de ensino beneficiários do Escalão A", acrescenta o comunicado.

A Câmara de Miranda do Corvo abriu ainda uma conta corrente com estabelecimentos comerciais do concelho para assegurar as condições para fornecimento imediato de bens alimentares e outros de primeira necessidade, a famílias em situação de fragilidade socioeconómica.

Segundo o presidente da autarquia, Miguel Baptista, o plano não é um "documento fechado e, como tal, certamente irá ser adaptado face ao evoluir da situação".

No pacote de medidas sociais consta também uma redução extraordinária de 50% das tarifas fixas de abastecimento de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, bem como de 50% no primeiro escalão de consumo para todos os clientes, que já tinha sido decidida no domingo, em reunião extraordinária da Câmara.

Para apoiar a equipa de Apoio Social de Emergência, o município passou a disponibilizar uma Linha de Apoio Social com o número 239530318, que irá funcionar de segunda a sexta-feira, entre as 09:00 e as 16:00.

"São medidas excecionais que pretendem responder às situações de emergência social criadas pelo surto epidémico de Covid-19", disse o presidente da autarquia, Miguel Baptista.

Além da Linha de Apoio Social, o concelho de Miranda do Corvo dispõe ainda de mais dois pontos de contacto com parceiros estratégicos da intervenção social: Centro de Saúde de Miranda do Corvo e Serviço Local de Segurança Social.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Dos casos confirmados, 553 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 5.067 casos suspeitos até hoje, dos quais 351 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Atualmente, há 24 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais cinco do que na terça-feira.

A Assembleia da República aprovou hoje o decreto de declaração do estado de emergência que lhe foi submetido pelo Presidente da República com o objetivo de combater a pandemia de Covid-19, após a proposta ter recebido pareceres favoráveis do Conselho de Estado e do Governo.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

O Governo também anunciou o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.

O Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

AMV // SSS

Lusa/fim

+ notícias: País

Infeção pelo vírus 'monkeypox' em Portugal pode ser um surto

Os casos de infeção pelo vírus 'monkeypox', avançados em primeira mão pelo Porto Canal, confirmados em Portugal podem constituir um surto, mas não está "para já" identificada qualquer ligação entre eles para além do local onde foram detetados, disse hoje a infeciologista Margarida Tavares.

EXCLUSIVO.

Vírus 'monkeypox' chega a Portugal. DGS confirma pelo menos cinco casos e 20 suspeitos

O vírus 'monkeypox', a varíola dos macacos, chegou a Portugal e já há pelo cinco casos confirmados. O Porto Canal sabe que os doentes são todos homens e a situação está ser acompanhada pelas autoridades de saúde para se perceber a ligação entre os casos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras