Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Enfermeiros do Centro consideram urgente a criação de centros para outras patologias

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 18 mar 2020 (Lusa) - A Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros (SRCOE) considerou hoje que é urgente a criação dos Centro Covid-19, separados dos hospitais e Centros de Saúde, para que seja possível continuar a receber doentes com outras patologias.

"Todos os dias estão a aparecer cadeias de transmissão ativas dentro dos hospitais e centros de saúde. Esta realidade é absolutamente drástica para o Serviço Nacional de Saúde, para as pessoas e para os profissionais de saúde", denunciou o presidente do SRCOE, citado num comunicado enviado à agência Lusa.

Para Ricardo Correia de Matos, "é urgente a criação dos Centro Covid-19, separados dos hospitais e Centros de Saúde, para que seja possível continuar a receber, tratar e cuidar de pessoas com outras patologias, sem existir risco de contágio".

Segundo o dirigente, na área dos hospitais de referência deve ser destinado um edifício "dedicado exclusivamente ao diagnóstico e isolamento das pessoas suspeitas ou infetadas que ainda não necessitem de cuidados intensivos".

"Precisamos de parar rapidamente a cadeia de contágio nos profissionais de saúde", sublinha o presidente do SRCOE, salientando que "todos os doentes com sintomatologia respiratória devem ser tratados como casos suspeitos", mas que sem o devido equipamento de proteção individual "não podem avançar".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

AMV // SSS

Lusa/fim

+ notícias: País

Infeção pelo vírus 'monkeypox' em Portugal pode ser um surto

Os casos de infeção pelo vírus 'monkeypox', avançados em primeira mão pelo Porto Canal, confirmados em Portugal podem constituir um surto, mas não está "para já" identificada qualquer ligação entre eles para além do local onde foram detetados, disse hoje a infeciologista Margarida Tavares.

EXCLUSIVO.

Vírus 'monkeypox' chega a Portugal. DGS confirma pelo menos cinco casos e 20 suspeitos

O vírus 'monkeypox', a varíola dos macacos, chegou a Portugal e já há pelo cinco casos confirmados. O Porto Canal sabe que os doentes são todos homens e a situação está ser acompanhada pelas autoridades de saúde para se perceber a ligação entre os casos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras