Covid-19: PSD a favor de estado de emergência e oferece colaboração ao Governo

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 mar 2020 (Lusa) -- O presidente do PSD mostrou-se hoje favorável à declaração do estado de emergência na sequência da pandemia de Covid-19, anunciando que vai votar favoravelmente, e ofereceu colaboração ao Governo que, neste combate, "não é de um partido adversário".

Neste combate, "este não é um Governo de um partido adversário, é o Governo de Portugal, que todos temos de ajudar neste momento", afirmou Rui Rio durante o debate sobre pedido de autorização da declaração do estado de emergência, proposta hoje pelo Presidente da República.

Na Assembleia da República, em Lisboa, o presidente do PSD anunciou que a sua bancada "apoia o decreto e votará a favor", indicando que "é preciso que o país saiba que o PSD apoia o Governo neste combate".

Apontando que nesta altura o "PSD não é oposição, é colaboração", o líder social-democrata dirigiu-se diretamente ao primeiro-ministro, António Costa, para assinalar que conta "com a colaboração do PSD" porque neste momento é preciso que todos sejam "soldados" para "ajudar Portugal a vencer com o menor número de baixa possível".

"Tudo que pudermos, ajudaremos. Desejo-lhe coragem, nervos de aço e muita sorte, porque a sua sorte é a nossa sorte", vincou ainda.

 

FM // ACL

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Grupo dos 50 responsabiliza a ministra da Saúde e gestores pela crise nas Urgências

O Grupo dos 50 responsabiliza a ministra da Saúde e gestores pela crise nas Urgências. Este grupo, do qual fazem parte personalidades das mais variadas áreas da sociedade civil, critica a realidade que tem marcado sobretudo os Serviços de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia e apela ao Governo para que avance rapidamente com medidas estruturais que garantam a continuidade do Serviço Nacional de Saúde.

Montenegro propõe programa de emergência social no valor de mil milhões de euros

O presidente do PSD anunciou, domingo, que o partido entregou no parlamento uma proposta de programa de emergência social para o período de setembro a dezembro, no valor global de mil milhões de euros de ajuda aos mais necessitados.

Cotrim de Figueiredo acusa PS de transformar Portugal em país "medíocre e incapaz"

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, acusou hoje o PS de estar a transformar Portugal num “país medíocre e incapaz”, com uma visão da maioria absoluta “autoritária e prepotente”.