Info

Estradas cortadas em Águeda com subida das águas mas sem cheias preocupantes

| Norte
Porto Canal com Lusa

A subida do nível das águas levou hoje ao corte da circulação em três estradas e à derrocada de algumas barreiras devido à chuva intensa, mas sem a dimensão das cheias de outros anos.

Actualizado 05-01-2016 12:01

Segundo disse à Lusa o vice-presidente da Câmara de Águeda, a situação "é habitual" em períodos de chuva, sendo acompanhada pelos Serviços Municipais de proteção Civil, Bombeiros e GNR.

"O rio subiu devido à chuva forte que se fez sentir nas encostas do Caramulo e temos algumas ruas inundadas, onde isso é frequente", disse à Lusa Jorge Almeida.

De acordo com o autarca, registaram-se ainda derrocadas de algumas barreiras e de um muro, situações essas que estão a ser resolvidas pela Proteção Civil Municipal que, durante a tarde, procedeu igualmente à remoção de material lenhoso que se encontrava a boiar no Rio.

"Andámos durante a tarde a desimpedir a passagem da água junto à Ponte de Águeda, onde se acumulam detritos florestais e está tudo limpo", esclareceu.

Tranquilidade é a palavra usada pelo comandante dos Bombeiros de Águeda para descrever a situação, tanto mais que a chuva intensa "parou há algumas horas e a tendência do Rio vai ser de descer o caudal".

Segundo disse à Lusa, apenas a zona do Sardão, como é frequente, ficou inundada, o que levou ao corte de algumas estradas, como ocorre em situações semelhantes.

"A parte comercial da baixa de Águeda não foi atingida, mas apenas a zona do Sardão e não tivemos nenhum pedido de auxílio por parte de particulares, sendo, até agora, uma cheia perfeitamente normal", considerou.

O comandante dos Bombeiros esclareceu que, por precaução, será mantido o alerta e foi reforçado o piquete da Corporação com mais homens.

+ notícias: Norte

Construção nas Fontainhas do Porto gera onda de contestação entre os moradores

Uma nova construção está a gerar polémica nas Fontainhas, no Porto. Os moradores já pediram embargo da obra que tapa as vistas para o Douro. A Câmara do Porto diz não ver desconformidades no projeto.

Despoluição e requalificação do Rio Tinto finalizada com investimento de 10 milhões de euros

O problema de poluição do Rio Tinto, que existia há várias décadas, está resolvido. Foram investidos perto de 10 milhões de euros para a despoluição e requalificação da área envolvente.

Funcionária da Câmara Municipal de Barcelos denuncia falta de condições de trabalho por laboral ao lado de casa de banho

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga "obrigou" a Câmara de Barcelos a recolocar no seu posto de trabalho original uma funcionária que tinha sido transferida para outro local, sem condições dignas e sem funções atribuídas. A mulher foi posta a trabalhar junto a uma casa de banho masculina.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.