Jornal Diário Jornal das 13

Estradas cortadas em Águeda com subida das águas mas sem cheias preocupantes

| Norte
Porto Canal com Lusa

A subida do nível das águas levou hoje ao corte da circulação em três estradas e à derrocada de algumas barreiras devido à chuva intensa, mas sem a dimensão das cheias de outros anos.

Actualizado 05-01-2016 12:01

Segundo disse à Lusa o vice-presidente da Câmara de Águeda, a situação "é habitual" em períodos de chuva, sendo acompanhada pelos Serviços Municipais de proteção Civil, Bombeiros e GNR.

"O rio subiu devido à chuva forte que se fez sentir nas encostas do Caramulo e temos algumas ruas inundadas, onde isso é frequente", disse à Lusa Jorge Almeida.

De acordo com o autarca, registaram-se ainda derrocadas de algumas barreiras e de um muro, situações essas que estão a ser resolvidas pela Proteção Civil Municipal que, durante a tarde, procedeu igualmente à remoção de material lenhoso que se encontrava a boiar no Rio.

"Andámos durante a tarde a desimpedir a passagem da água junto à Ponte de Águeda, onde se acumulam detritos florestais e está tudo limpo", esclareceu.

Tranquilidade é a palavra usada pelo comandante dos Bombeiros de Águeda para descrever a situação, tanto mais que a chuva intensa "parou há algumas horas e a tendência do Rio vai ser de descer o caudal".

Segundo disse à Lusa, apenas a zona do Sardão, como é frequente, ficou inundada, o que levou ao corte de algumas estradas, como ocorre em situações semelhantes.

"A parte comercial da baixa de Águeda não foi atingida, mas apenas a zona do Sardão e não tivemos nenhum pedido de auxílio por parte de particulares, sendo, até agora, uma cheia perfeitamente normal", considerou.

O comandante dos Bombeiros esclareceu que, por precaução, será mantido o alerta e foi reforçado o piquete da Corporação com mais homens.

+ notícias: Norte

CGTP anuncia queixa ao Ministério Público de alegada “tortura psicológica” por empresa da Feira

A Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) vai apresentar queixa ao Ministério Público contra a empresa de Santa Maria da Feira que acusa de exercer "tortura psicológica" sobre uma operária reintegrada por ordem judicia.

Atualizado 22-09-2018 12:37

Colisão entre dois carros provoca um morto e um ferido grave em Gondomar

Um colisão entre dois automóveis ligeiros provocou, este sábado, uma vítima mortal e um ferido grave, na EN108, em Zebreiros, Gondomar, apurou o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Valbom.

Diretor artístico do Museu de Serralves apresenta demissão

O diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, apresentou na sexta-feira a sua demissão porque "já não tinha condições para continuar à frente da instituição", segundo disse o próprio ao jornal Público.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Olá Maria!

Trend(i) - diferentes tipos de bolsas...

N'Agenda

Exposição 'Amor com amor...