Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Veículos dedicados ao transporte de doentes não urgentes deverão ficar isentos de IUC

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 out (Lusa) - O Governo deverá alargar as isenções do Imposto Único de Circulação (IUC) para passar a abranger também os veículos dedicados ao transporte de doentes não urgentes, segundo uma proposta orçamental preliminar.

Na proposta preliminar do OE2018 datada de 10 de outubro, que poderá ainda sofrer alterações e a que a Lusa teve hoje acesso, pretende incluir os "veículos dedicados ao transporte de doentes nos termos da regulamentação aplicável" na lista dos que já estão isentos do pagamento de IUC.

A portaria que aprova o Regulamento do Transporte de Doentes determina que estes veículos para doentes não urgentes são os destinados ao "transporte em banco ou cadeira de rodas, de um ou mais doentes e seus acompanhantes cuja situação clínica não impõe, previsivelmente, a necessidade de cuidados de saúde durante o transporte".

Estes veículos "têm de estar afetos exclusivamente à atividade de transporte de doentes", com exceção das situações de "afetação de ambulâncias a atividades realizadas pela Cruz Vermelha Portuguesa e pelos Corpos de Bombeiros no âmbito do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro".

A proposta de OE2018 será entregue na Assembleia da República na sexta-feira, dia 13 de outubro, dois dias antes do prazo limite, que este ano coincide com um domingo.

ND // ATR

Lusa/fim

+ notícias: Política

Benjamim Rodrigues defende que quer construir um futuro melhor para Macedo de Cavaleiros

Benjamim Rodrigues, recém eleito presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, afirma que a sua vitória "é uma grande mudança no concelho" uma vez que foram "16 anos à direita com políticas que não teriam favorecido muito a progressão da cidade se continuasse com a mesma liderança".

Governo dá 30 dias a comissão para fixar critérios de indemnizações às vítimas dos incêndios

A ministra da Justiça anunciou este sábado que a comissão para pagamento de indemnizações aos familiares das vítimas dos incêndios terá 30 dias para fixar os critérios, cabendo depois à Provedoria de Justiça estabelecer o valor das compensações.

Catarina Martins visita zonas afetadas pelos incêndios e afirma não acreditar em "soluções milagrosas"

Catarina Martins visitou esta sexta-feira algumas zonas afetadas pelos incêndios em Castelo de Paiva. A líder do Bloco de Esquerda não acredita em soluções milagrosas e admite que não é a demissão da Ministra da Administração Interna que vai resolver o problema.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Consultório

Como prevenir a gripe - medicamentos e...

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"