Jornal Diário Jornal das 13

Rio justifica candidatura com situação difícil do PSD e por estar livre de outros compromissos

| Política
Porto Canal com Lusa

O antigo autarca do Porto Rui Rio justificou hoje a sua candidatura à liderança do PSD com "a situação particularmente difícil" do partido e por não estar preso a qualquer compromisso.

Na apresentação da sua candidatura em Aveiro, Rui Rio explicou a recusa em disputar a presidência do partido em 2008 e em 2010 por se encontrar, na altura, a cumprir o mandato à frente da Câmara do Porto e com o facto de, então, o PSD viver "momentos de relativa normalidade".

"Hoje a situação é diferente. Hoje, temos de o dizer com frontalidade, o PSD está numa situação particularmente difícil. Uma situação que se não for, desde já, combatida, pode conduzir o partido para um patamar de menor relevância no quadro político nacional", alertou, lembrando que tal já aconteceu em outros países europeus.

Por outro lado, salientou, também não está preso "a qualquer compromisso" e pôde "decidir livremente".

"E, se no tempo próprio, estava com os dois pés no Porto, hoje estou disponível, neste tempo próprio, para estar com os dois pés no PSD e no país", disse, anunciado a sua candidatura às eleições diretas de 13 de janeiro.

+ notícias: Política

Ministro da Saúde anuncia decisão sobre deslocalização do Infarmed "a curto prazo"

O ministro da Saúde disse hoje que o Governo terá condições para decidir sobre a mudança do Infarmed para o Porto "a curto prazo" e salientou que relacionar a deslocalização com ameaça da saúde pública mundial é “exagero”.

Descentralização de competências para as autarquias aprovada na especialidade

 O texto da lei da descentralização de competências do Estado central para as autarquias, uma das prioridades do Governo socialista, foi hoje aprovado na especialidade na Assembleia da República, viabilizado pelo PS e pelo PSD.

Transferência do Infarmed para o Porto volta hoje ao parlamento

A transferência do Infarmed para o Porto volta hoje a ser debatida no parlamento, onde os deputados vão ouvir o Conselho Diretivo e a Comissão de Trabalhadores da instituição, a pedido do PSD.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Exposição 'Frida Kahlo -...