Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Rio justifica candidatura com situação difícil do PSD e por estar livre de outros compromissos

| Política
Porto Canal com Lusa

O antigo autarca do Porto Rui Rio justificou hoje a sua candidatura à liderança do PSD com "a situação particularmente difícil" do partido e por não estar preso a qualquer compromisso.

Na apresentação da sua candidatura em Aveiro, Rui Rio explicou a recusa em disputar a presidência do partido em 2008 e em 2010 por se encontrar, na altura, a cumprir o mandato à frente da Câmara do Porto e com o facto de, então, o PSD viver "momentos de relativa normalidade".

"Hoje a situação é diferente. Hoje, temos de o dizer com frontalidade, o PSD está numa situação particularmente difícil. Uma situação que se não for, desde já, combatida, pode conduzir o partido para um patamar de menor relevância no quadro político nacional", alertou, lembrando que tal já aconteceu em outros países europeus.

Por outro lado, salientou, também não está preso "a qualquer compromisso" e pôde "decidir livremente".

"E, se no tempo próprio, estava com os dois pés no Porto, hoje estou disponível, neste tempo próprio, para estar com os dois pés no PSD e no país", disse, anunciado a sua candidatura às eleições diretas de 13 de janeiro.

+ notícias: Política

Parlamento agenda moção do CDS-PP para terça-feira

O parlamento agendou hoje o debate da moção de censura do CDS-PP ao Governo para a próxima terça-feira, disse o líder parlamentar centrista, Nuno Magalhães.

Comissão Europeia autoriza a utilização de Fundos do Plano Juncker para recuperar de fogos

Os fundos do Plano 'Juncker' podem ser usados para corrigir os danos causados pelos incêndios em Portugal nos últimos meses, não sendo porém "a melhor ferramenta de financiamento", disse hoje o vice-presidente da Comissão Europeia.

Eduardo Cabrita substitui Constança Urbano de Sousa como ministro da Administração Interna

O primeiro-ministro propôs hoje ao Presidente da República a nomeação de Eduardo Cabrita para o cargo de ministro da Administração Interna e de Pedro Siza Vieira para ministro Adjunto do primeiro-ministro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"