UNIR. Em Paredes a situação começa a regularizar, mas pais recorrem a carros para levar filhos à escola

UNIR. Em Paredes a situação começa a regularizar, mas pais recorrem a carros para levar filhos à escola
Porto Canal
| Norte
Ana Francisca Gomes e Maria Pinto Silva

No município de Paredes, no distrito do Porto, a UNIR não teve tantas falhas no serviço da manhã desta terça-feira como aconteceu no primeiro dia útil desta rede de transportes metropolitana.

Num café junto à Câmara Municipal de Paredes, os novos autocarros afastaram os clientes da manhã da última segunda-feira. “Tinha duas senhoras que vinham sempre aqui tomar o pequeno-almoço e que não vieram porque não lhes apareceu o autocarro. O problema não é aqui no centro, é nas zonas mais rurais, onde os autocarros falharam e muitas crianças nem à escola conseguiram ir”, explica o proprietário do estabelecimento.

Quando o Porto Cabal se aproxima de um carro da polícia municipal para pedir ajuda a resposta é imediata: “vão perguntar pelos autocarros?”

Fonte da polícia municipal garantiu que o telefone de apoio da Câmara esteve a receber chamadas durante todo o dia de segunda-feira. O assunto foi sempre o mesmo: os horários das novas linhas.

À porta da Escola EB 2,3 de Cristelo encontrava-se o presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, que afirmou ao Porto Canal que, apesar de terem circulado mais autocarros na manhã desta terça-feira, muitos até se encontravam quase vazios, uma vez que os encarregados de educação se precaveram e levaram os filhos à escola em veículo próprio.

O autarca garantiu que o município esteve “esta manhã no terreno desde as 7h00 a acompanhar os principais pontos”, admitindo que “já houve falhas, apesar de já não ser como na segunda-feira”.

“Esperemos que ao longo da semana que se comece gradualmente a ter a operação em curso”, afirmou Alexandre Almeida. Disse também que “os pais neste momento não acreditam na UNIR. Eles próprios estão a trazer os filhos [para a escola], mas nem todos têm essas possibilidades”, depois de nesta segunda-feira ter havido alunos a não conseguirem ir às aulas devido à falha dos autocarros.

“Estamos a entrar em contacto com a empresa para saber quais são as linhas que não existiram. Se forem pontuais, temos autocarros do município para suprimir essas falhas”, concluiu o presidente da Câmara Municipal de Paredes.

+ notícias: Norte

Deslizamento de terras em Castelo de Paiva corta EN222

Um deslizamento de terras ocorrido na localidade de Fornos, em Castelo de Paiva (distrito de Aveiro) obrigou este domimgo ao corte da Estrada Nacional 222 (EN222), colocando ainda uma habitação em risco, disse fonte da Proteção Civil à Lusa.

Raro fenómeno lunar 'pinta' céus de Vila Real

Um fenómeno raro denominado arco íris lunar foi registado este domingo, em Vila Real.

Colisão entre duas viaturas ligeiras deixa uma pessoa encarcerada em Famalicão

Uma colisão entre dois veículos ligeiros de passageiros em Vila Nova de Famalicão, fez, este domingo, três feridos, um deles encarcerado, confirmou o Comando Sub-Regional do Ave, em Fafe.