Autor de atentado terrorista em Bruxelas foi detido e libertado na Guarda em 2015

Autor de atentado terrorista em Bruxelas foi detido e libertado na Guarda em 2015
| Mundo
Porto Canal

O autor do atentado terrorista que matou duas pessoas e feriu uma terceira em Bruxelas, esta segunda-feira, tinha sido detido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, em 2015, na Guarda. Contudo, o tribunal decretou a Abdeslam Lassoued apenas apresentações semanais, tendo o imigrnte desaparecido. 

A notícia é avançada pela Sábado, que sublinha que Abdeslam Lassoued foi detetado ilegalmente na Guarda em outubro de 2015. Apesar do SEF ter pedido a sua expulsão de território

O tunisino, que em território nacional tinha sido detetado durante uma operação da GNR de controlo de trabalhadores estrangeiros em explorações agrícolas, já tinha uma ordem de interdição de entrada na Suécia, tendo cumprido a medida de apresentação na primeira semana e desaparecido. 

Oito anos depois, Abdeslam Lassoued, de 45 anos, que também se encontrava ilegalmente na Bélgica, foi notícia pelos piores motivos ao ser visto no centro de Bruxelas, vestido com um colete laranja fluorescente, e empunhando uma arma de grande porte, alvejando inocentes que vestiam camisolas com as cores da Suécia, que jogava na capital belga naquela noite. 

A ministra do Interior belga, Annelies Verlinden, afirmou, esta quarta-feira, que "o autor do atentado foi identificado e morto". Abdesalem L., de 45 anos, residia em Schaerbeek. Era conhecido das autoridades por "tráfico de seres humanos, residência ilegal e atentado à segurança do Estado", indicou o ministro da Justiça, Vincent Van Quickenborne.

+ notícias: Mundo

Líderes do G7 condenam unanimemente "ataque sem precedentes" do Irão a Israel

Os líderes do G7, o grupo dos países mais ricos do mundo, “condenaram unanimemente o ataque sem precedentes do Irão a Israel”, afirmou este domingo o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, no final da reunião.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.