Atentado em Bruxelas: "Coração da Europa foi atingido pela violência", diz presidente do Conselho Europeu

Atentado em Bruxelas: "Coração da Europa foi atingido pela violência", diz presidente do Conselho Europeu
| Mundo
Porto Canal / Agências

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, disse esta segunda-feira que "o coração da Europa foi atingido pela violência", depois de duas pessoas morrerem baleadas ao início da noite em Bruxelas.

"O coração da Europa foi atingido pela violência. O meu está com as famílias das vítimas do ataque mortal no centro de Bruxelas", escreveu o antigo primeiro-ministro belga na rede social X (antigo Twitter).

Charles Michel manifestou o seu apoio "às autoridades belgas e aos serviços de segurança que estão a monitorizar a situação".

 

Pelo menos duas pessoas morreram hoje baleadas em Bruxelas e o atirador ainda não foi detido pela polícia, confirmou à Lusa a porta-voz do Centro de Crise Nacional da Bélgica.

"Posso confirmar que houve um tiroteio ao início da noite e que pelo menos duas pessoas morreram. Informámos todos os nossos parceiros para saber que consequências pode haver", disse à Lusa Yves Stevens, porta-voz do Centro de Crise Nacional da Bélgica.

O porta-voz acrescentou que o atirador ainda não foi detido. O centro de crises reúne-se hoje, adiantou.

Um vídeo aparentemente do momento do crime, difundido pelas redes sociais, mostra uma pessoa com uma arma de fogo a disparar no meio de uma rua no bairro de Molenbeek. Enquanto as pessoas que estão na rua fogem, o atirador entra num edifício e pelo menos três tiros são audíveis.

+ notícias: Mundo

Líderes do G7 condenam unanimemente "ataque sem precedentes" do Irão a Israel

Os líderes do G7, o grupo dos países mais ricos do mundo, “condenaram unanimemente o ataque sem precedentes do Irão a Israel”, afirmou este domingo o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, no final da reunião.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.