“Estamos a falar de obras de cerca de mais mil milhões de euros”, afirma Duarte Cordeiro sobre novas linhas da Metro do Porto

| Porto
Porto Canal

Esta sexta-feira fica marcada pelo lançamento do Concurso Público Internacional para a execução de anteprojetos e desenvolvimento dos estudos de impacto ambiental de quatro novas linhas da Metro do Porto.

Em causa estão os traçados Gondomar II (Dragão - Souto), ISMAI - Muro - Trofa (Paradela), Maia II (Roberto Frias - Parque Maia - Aeroporto) e São Mamede (IPO - Estádio do Mar).

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, que marcou presença na cerimónia de lançamento no Auditório Municipal de Gondomar, destaca o papel da Metro do Porto “ter dado este sinal” de expansão das novas linhas e defende que têm “claramente que acelerar” a execução dos projetos.

“No total estamos a falar de obras de cerca de mais mil milhões de euros”, revela o ministro do Ambiente.

No que diz respeito ao número de passageiros, Duarte Cordeiro divulga que “as estimativas da Metro do Porto indicam que estas linhas vão transportar mais 24 milhões de passageiros e impedir cerca de oito mil e 900 toneladas de dióxido de carbono”.

De forma muito resumida, o ministro afirma que no Orçamento do Estado para 2024 “a visão de mobilidade rejeita que esgote os nossos recursos e, por isso, estamos a executar e temos comprometidos investimentos até 2030 de cerca de cinco mil milhões de euros nos transportes, na mobilidade e no conjunto destes investimentos”.

Já a finalizar o discurso, Duarte Cordeiro deixou uma promessa: “Vamos ser rápidos na concretização destes projetos”.

Conheça aqui as quatro novas linhas da Metro do Porto.

+ notícias: Porto

O antigo quarteirão da Casa Forte mudou com o Porto

O antigo quarteirão da Casa Forte, no coração do Porto, ganhou o nome da loja da esquina voltada ao Mercado do Bolhão. A emblemática empresa da cidade viria a encerrar em 2004, paradoxalmente o ano da criação da Porto Vivo, Sociedade de Reabilitação Urbana, que lançou as bases da nova vida do quarteirão. Entre projetos, demolições e mudança de promotores imobiliários, só ao fim de quase 20 anos é que o espaço da cidade vai voltar a receber moradores. Numa viagem pela história, que resposta dá à cidade o novo Quarteirão da extinta Casa Forte?

“A ‘cidade-negócio’ vai-se descaracterizando completamente perdendo interesse até para turistas”

A histórica Mercearia do Bolhão, aberta no Porto desde 1880, vai encerrar portas a 30 de abril para dar lugar a uma loja da multinacional Ale-Hop, como avançou o Porto Canal na manhã desta sexta-feira. À esquerda, os vereadores da oposição da Câmara do Porto lamentam que a cidade se vá ‘descaracterizando’.

Neonia: o novo museu interativo e néon que ilumina a história do Porto

Sabia que em 1917, dois acrobatas subiram à Torre dos Clérigos sem qualquer equipamento de proteção para promover uma marca de bolachas? Apesar de já ter passado mais de um século, este é um entre os tantos acontecimentos lembrados no novo museu que abriu portas este sábado no coração do Porto. “O Neonia é uma pura homenagem à cidade”, sublinha um dos responsáveis.