Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Diploma do PR permite confinamento compulsivo e encerramento de estabelecimentos

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 19 nov 2020 (Lusa) - O projeto de decreto presidencial que renova o estado de emergência volta a permitir o confinamento compulsivo de pessoas infetadas ou em vigilância ativa, assim como o encerramento total ou parcial de estabelecimentos, serviços e empresas.

De acordo com o diploma que seguiu para votação na Assembleia da República, fica parcialmente suspenso o exercício dos direitos à liberdade e de deslocação, permitindo-se, "na medida do estritamente necessário e de forma proporcional, o confinamento compulsivo em estabelecimento de saúde, no domicílio ou, não sendo aí possível, noutro local definido pelas autoridades competentes, de pessoas portadoras do vírus SARS-CoV-2, ou em vigilância ativa".

O projeto de decreto do Presidente da República limita também o exercício da iniciativa privada, social e cooperativa, estabelecendo que "pode ser determinado pelas autoridades públicas competentes o encerramento total ou parcial de estabelecimentos, serviços, empresas ou meios de produção e impostas alterações ao respetivo regime ou horário de funcionamento".

Nem o confinamento compulsivo nem o encerramento de estabelecimentos estão previstos no decreto do estado de emergência atualmente em vigor, que se aplica à quinzena entre 09 e 23 de novembro, mas estavam contemplados nos anteriores decretos, de 18 de março, 02 de abril e 17 de abril.

Se a renovação deste quadro legal agora proposta pelo Presidente da República for aprovada pelo parlamento, o estado de emergência vigorará de 24 de novembro até 08 de dezembro.

IEL // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Ministro do Ambiente alerta para ações que acarretam risco para incêndio e valoriza trabalho realizado pelos sapadores florestais

O Ministro do Ambiente e Ação Climática, Duarte Cordeiro, alertou na manhã desta sexta-feira, em declarações ao Porto Canal, para as ações que acarretam risco de incêndio num momento onde exige que toda a população tenha maiores cuidados. Além disso, Duarte Cordeiro não deixou passar em branco todo o trabalho feito pelos sapadores florestais num dia em que se encontrou, numa visita a Caminha, com os trabalhadores que combatem diariamente na prevenção e controlo de incêndios.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras