Covid-19: Governo anuncia sábado novas medidas se estado de emergência for prorrogado

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 19 nov 2020 (Lusa) - O Governo anuncia no sábado as medidas que vai adotar no âmbito de uma eventual prorrogação do estado de emergência, que depende de autorização do parlamento, lê-se numa nota divulgada pelo gabinete do primeiro-ministro.

De acordo com o executivo, "as medidas a adotar pelo Governo têm de respeitar os limites impostos pelo decreto do Senhor Presidente da República e este depende da autorização da Assembleia da República e enquadra-se na Lei do Estado de Emergência".

"Assim, hoje à tarde o senhor Presidente da República submeterá ao Governo para parecer o projeto de decreto. Amanhã [na sexta-feira], a Assembleia da República reunirá para se pronunciar. E só no sábado o Governo divulgará as medidas que irá adotar em execução do decreto presidencial", salienta-se na mesma nota.

Segundo o gabinete do primeiro-ministro, "no quadro da monitorização da evolução da pandemia e tendo em vista uma potencial renovação do estado de emergência entendeu o Governo suscitar ao Presidente da República a oportunidade de realizar uma nova reunião com os peritos, envolvendo todos os atores sociais e políticos, antes da tomada de novas decisões, para fazer um balanço das medidas já tomadas e do seu impacto e por forma a promover a melhor informação a todos os atores".

Uma reunião que está a decorrer no Infarmed, em Lisboa, e que começou pelas 10:00.

Por isso, de acordo com o executivo, o Governo não foram tomou "quaisquer decisões, o que não faria sentido ocorrer antes da realização das audições em curso".

"Existem obviamente diversos cenários que são discutidos com os especialistas, mas não foram tomadas quaisquer decisões pelo que qualquer anúncio constitui neste momento pura especulação", reforça-se no comunicado do gabinete do primeiro-ministro.

PMF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Compra de carros de luxo pela TAP. Marcelo fala em falta de "bom senso"

O Presidente da República apontou hoje à companhia aérea portuguesa TAP “um problema de bom-senso”, na sequência de notícias sobre a compra de carros de luxos para administradores e diretores, defendendo contenção em tempos difíceis.

Situação do Ministro da Saúde "não é um caso", afirma António Costa

O primeiro-ministro recusou esta quarta-feira que a situação do ministro da Saúde ser sócio-gerente de uma empresa seja "um caso" e que Manuel Pizarro esteja fragilizado, considerando que quem começar a exercer cargos públicos precisa "de fazer o seu ajustamento".

Santos Silva vai abrir parlamento nas celebrações da implantação da República

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, anunciou esta terça-feira que o parlamento vai passar a abrir as suas portas aos cidadãos nos feriados de 5 de outubro para as comemorações da revolução republicana de 1910.