Info

António Costa defende que PS tem de lutar até ao último segundo pelo resultado

| Política
Porto Canal com Lusa

O secretário-geral do PS advertiu este sábado que o seu partido tem de lutar até ao último segundo pela vitória nas eleições europeias, sem se deslumbrar, salientando que previsões não são votos que entram nas urnas.

Atualizado 19-05-2019 11:03

No seu discurso do almoço comício socialista em Viana do Castelo, tal como fizera na véspera na Covilhã, António Costa voltou aos alertas sobre os perigos das sondagens favoráveis ao PS, mas usou agora como analogia o facto de o Benfica e FC Porto estarem hoje a disputar até à última jornada o título de campeão de futebol.

Dirigindo-se a uma sala cheia de militantes e simpatizantes socialistas, António Costa disse que sabe que muitos estarão esta tarde a acompanhar os resultados do campeonato de futebol.

"As eleições [do próximo dia 26] não mesmo como este campeonato, jogam-se até ao último minuto - e é até ao último minuto que nós também vamos ter de jogar, sem atirar a toalha ao chão, mas também sem nos deslumbramos com os resultados das sondagens. Nós sabemos bem que é dia a dia, minuto a minuto que se conquista o resultado - e é isso que vamos ter de fazer como as equipas que hoje estão a disputar o campeonato vão ter de fazer durante 90 minutos", declarou.

Depois, usando um tom de voz veemente, deixou um pedido: "O que nós temos de fazer, durante a próxima semana, é lutar até ao último segundo pela vitória - e por uma grande vitória pela Europa, por Portugal e pela continuação do rumo da nossa governação".

+ notícias: Política

Covid-19: Costa aponta 04 de maio como data limite para aulas presenciais com ano letivo normal

O primeiro-ministro apontou hoje 04 de maio como a data limite para um recomeço das aulas presenciais que assegure o cumprimento com normalidade do calendário escolar, designadamente no ensino secundário.

Covid-19: Presidente da República decreta renovação do estado de emergência

O Presidente da República decretou hoje a renovação do estado de emergência em Portugal, por novo período de 15 dias, até 17 de abril, para permitir medidas de contenção da covid-19.

Covid-19: Portugal encerra todos aeroportos ao tráfego de passageiros no período da Páscoa

O primeiro-ministro anunciou hoje que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos no período da Páscoa, entre os dias 9 e 13 deste mês, exceção feita aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.